Prefeito de Arroio do Tigre diz que vai continuar usando UTI Móvel

Ele lamentou a situação afirmando que o governo do Estado, além de não prestar este tipo de serviço está dificultado o trabalho dos municípios

fev 14, 2022

Foto: Jorge Foletto/Rádio Sobradinho AM

O prefeito Marciano Ravanello disse nesta segunda-feira (14) que não vai deixar de usar a UTI Móvel recentemente adquirida pelo município, apesar de notificação feita de forma verbal pela equipe de vigilância sanitária da 8ª Coordenadoria Regional da Saúde, de Cachoeira do Sul. Em entrevista ao programa Enfoque da Rádio Sobradinho AM, acompanhado da secretária da Saúde, Diana Mergen, o prefeito garantiu que o serviço será feito normalmente em caso de necessidade. Segundo ele, a única alteração feita pelo Executivo foi a retirada do adesivo que identificava a ambulância como UTI Móvel.

Ele lamentou a situação afirmando que o governo do Estado, além de não prestar este tipo de serviço está dificultado o trabalho dos municípios. Além de notificar a Prefeitura de Arroio do Tigre, a vigilância sanitária da 8ª Coordenadoria Regional da Saúde também notificou a Prefeitura de Sobradinho a não utilizar sua UTI Móvel, também adquirida recentemente. O motivo seria uma portaria estadual que exige que o município tenha uma base semelhante a do SAMU para oferecer o serviço de UTI Móvel.

O prefeito de Arroio do Tigre, salientou que a exigência desta base para manter o serviço pelas prefeituras, não é exigida das empresas particulares que prestam este tipo de atendimento. Marciano Ravanello, adiantou que já solicitou uma audiência na Secretaria Estadual da Saúde para tratar do assunto. Já o prefeito de Sobradinho, Armando Mayerhofer salientou, recentemente, que a aquisição das UTIs móveis por Arroio do Tigre e Sobradinho foi uma grande conquista, uma vez que estas ambulâncias podem salvar vidas, uma vez que, até então, os hospitais dependiam da vinda de UTIs móveis de outras regiões como Santa Cruz ou Cachoeira do Sul.