Policial Militar agride fiscal ao ser autuado por festa clandestina com mais de 200 pessoas em Salto do Jacuí

Tenente já foi afastado de suas funções até que o fato seja esclarecido

set 13, 2021

Um fiscal da Prefeitura de Salto do Jacuí foi agredido ao tentar encerrar uma festa clandestina na madrugada do último sábado, 11. Conforme o Portal G1-RS, a agressão contra o fiscal partiu de um policial militar que era o responsável pelo evento. O 16º Batalhão de Polícia Militar confirmou que se trata de um tenente. Ele foi afastado enquanto a corporação apura o caso por meio de um procedimento interno.

De acordo com a 2ª Companhia do 16º Batalhão de Polícia Militar de Cruz Alta, responsável pelo comando da guarnição da Brigada Militar de Salto do Jacuí, foi aberto um procedimento investigativo para apurar o caso e a responsabilidade do tenente. Conforme o Executivo Municipal, desde as 22h30 de sexta, 10, os fiscais recebiam denúncias da população contra a festa, que ocorria na propriedade do policial militar. No local, os agentes estimaram que havia mais de 200 pessoas reunidas, o que está em desacordo com as medidas de enfrentamento à pandemia de Covid-19, tanto no estado quanto no município.

Por conta disso, o responsável pelo evento foi chamado e informado de que deveria encerrar a festa. A festa foi encerrada e o responsável multado em R$ 75 mil. O Comando da Brigada Militar divulgou uma nota sobre o caso, dizendo que não compactua com desvios de conduta por parte de seus integrantes e que tal comportamento não condiz com o padrão estabelecido na Legislação e normas que norteiam o agir da Corporação e de seus Policiais Militares.

O comando do 16º BPM já afastou o Tenente de suas atividades e já instaurou o devido Inquérito Policial Militar (IPM). A apuração desta ocorrência deve ocorrer pelo prazo legal de 40 a 60 dias.