Grande procura pelo Pronto Atendimento preocupa direção do Hospital São João Evangelista

Administrador anunciou que o Hospital São João Evangelista passará a ser mais rigoroso na triagem dos pacientes do Pronto Atendimento, seguindo um protocolo internacional para este tipo de serviço

nov 17, 2021

A grande procura do Pronto Atendimento do Hospital São João Evangelista – unidade de Sobradinho – preocupa a direção da Casa de Saúde. De acordo com o gerente administrativo, Alex Schaffer, nos últimos dias o número de atendimentos cresceu assustadoramente. Em entrevista ao programa Enfoque da Rádio Sobradinho AM, ele relatou que num período de 15 dias mais de seiscentas pessoas procuraram pelo serviço que funciona das sete da noite às sete da manhã do dia seguinte, e nas 24 horas durante os feriados e finais de semana.

Schaffer disse que apenas um pequeno percentual deste contingente, de fato, se enquadra em urgência ou emergência, finalidade do Pronto Atendimento. O gerente administrativo do Hospital São João Evangelista destacou que, na maioria dos casos, trata-se de pacientes que poderiam ser atendimentos nos ESFs dos Bairros de Sobradinho. Conforme ele, o hospital não tem condições de dar conta de uma demanda tão grande, e pediu a colaboração da comunidade para que, sempre que possível, procure o ESF de sua referência, deixando o Pronto Atendimento peara os casos de urgência e emergência. Para o gerente administrativo, em parte, esta situação é resultado da retomada de praticamente todas as atividades pós-pandemia, o que resulta numa exposição maior das pessoas à diferentes fatores de risco.

Schaffer anunciou que o Hospital São João Evangelista passará a ser mais rigoroso na triagem dos pacientes do Pronto Atendimento, seguindo um protocolo internacional para este tipo de serviço. Ele, no entanto, garantiu que ninguém deixará de ser avaliado, mas dependendo da situação, o paciente poderá ser orientado a procurar um ESF no dia seguinte. Alex Schaffer adiantou que já conversou sobre assunto com o prefeito de Sobradinho Armando Mayerhofer, e com o secretário da Saúde, Idelfonso Barbosa. Além disso, lembrou que o hospital Santa Rosa de Lima, de Arroio do Tigre, também veio à público pedir a colaboração da população para situação semelhante naquele município.