Unidades Demonstrativas de Feijão Crioulo estão com bom desenvolvimento em Ibarama

As lavouras, semeadas em períodos distintos no período da safra, estão em fase de desenvolvimento vegetativo até o enchimento de grãos

nov 16, 2021

Foto: Divulgação

A Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), em parceria com sete famílias agricultoras do município de Ibarama, implantou Unidades de Referência Técnica (URT) em cultivo de Feijão Crioulo. As lavouras, semeadas em períodos distintos no período da safra, estão em fase de desenvolvimento vegetativo até o enchimento de grãos. Segundo a extensionista rural agropecuária da Emater/RS-Ascar, Lilian Rodrigues, as unidades têm por objetivo promover o resgate, preservação e multiplicação de sementes crioulas de feijão, ampliando as ações que já são realizadas no município de Ibarama, como referência em agrobiodiversidade crioula, a fim de manter essas sementes em poder dos agricultores e evitar a erosão genética destas cultivares.

As Unidades de Referência Técnica estão implantadas nas propriedades dos agricultores Valdecir Sidinei Ferreira e Rejane da Silva, da localidade de Lomba Alta; Jean Pedro Sachet e Dionéia Klein Sachet, em Linha Seis; Maria Elizete Linhar de Vargas e Jaci José de Vargas, de Lajeado da Gringa; Aldori Antônio Scota e Eloiza Madalena Bernardes Scota, em Linha Salete; Maico Jonatan de Senna e Tatieli Bertotti, em Linha São João; José Vicente Zanella e Cleamares Teresinha Moser Zanella, na sede do município; e na propriedade dos agricultores Carlos Alberto de Souza e Silva e Juliana Elisa Drews de Souza e Silva, em Linha Um A. Para o período da safrinha, ou seja, após a colheita do fumo, utilizando a mesma área, está prevista a implantação de outras três Unidades de Referência Técnica que devem realizar o cultivo nos meses de dezembro e janeiro.