“Tirar licença interesse é problema meu”, afirma o vereador Berê Nunes

A frase foi dita após período de 30 dias em que o parlamentar esteve afastado dos trabalhos legislativos

mar 8, 2022

Foto: Fabrício Ceolin/Rádio Sobradinho

O Vereador Janderson Nunes “Berê”, do PP de Sobradinho, falou sobre seu afastamento por licença interesse, durante pronunciamento na sessão ordinária da Câmara na noite desta segunda-feira (08). “Tirar licença interesse é um problema meu, é de direito meu tirar licença nessa casa por até 120 dias”. A frase está relacionada, após período de 30 dias em que o parlamentar esteve afastado dos trabalhos legislativos. Ele justificou afirmando que antes das pessoas fazerem críticas, ele tem uma vida fora da Câmara, e tem tentado fazer o melhor possível no Legislativo.

Em recente declaração a reportagem das Rádios Sobradinho AM e Jacuí FM, Berê Nunes informou que um dos objetivos da licença interesse pedida por ele, é o de oportunizar aos seus colegas suplentes, a assumirem os trabalhos na Câmara. Rainoldo Waide e Júlio César dos Santos, ambos do PP, estiveram substituindo Janderson nas últimas sessões em que esteve afastado. A assessoria jurídica da Câmara de Vereadores de Sobradinho, foi procurada na manhã desta terça-feira pela nossa reportagem.

Conforme o advogado Diego Batista da Silva, o vereador poderá licenciar-se por interesse, sem perder o mandato, porém o benefício não poderá exceder 120 dias por período, direito esse que está previsto no regimento interno da Câmara e na lei orgânica do município. O assessor jurídico destaca que o vereador que solicita a licença interesse, não recebe remuneração no período em que está afastado, apenas o suplente. Situação diferente é a licença Saúde, onde através de atestado médico, o vereador que solicita e o suplente, são remunerados.