Suspeitos de colocarem fogo em loja de policial militar são alvos de operação em Venâncio Aires

Forças de segurança de Venâncio Aires cumprem nesta quarta-feira, 29, mandados de busca, prisão e apreensão. O foco da operação desta manhã foi no Bairro Gressler.

jun 29, 2022

Foto: Divulgação

Desde o último sábado (25), uma grande operação está sendo feita no município de Venâncio Aires, após um incêndio criminoso ter sido provocado contra a loja de um policial militar no Centro do município. O crime teria sido praticado por dois bandidos em uma represália a uma ação da Brigada Militar que apreendeu 5 quilos de cocaína. Após o fato, o Comando da Brigada Militar se posicionou em apoio ao efetivo local em busca da prisão dos envolvidos no crime. “Mexeu com um, mexeu com 18 mil” – foram palavras citadas pelo Comandante-Geral da Brigada Militar Coronel Cláudio dos Santos Feoli. Forças de segurança de Venâncio Aires cumprem nesta quarta-feira, 29, mandados de busca, prisão e apreensão. O foco da operação desta manhã foi no Bairro Gressler. Nesta quarta-feira (29), sete viaturas, helicóptero da Brigada Militar e mais de 60 policiais de diferentes municípios da região participam de uma operação.

Segundo o comandante do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Rio Pardo, tenente-coronel Giovani Paim Moresco, um homem foi preso na ação, através do cumprimento do mandado de prisão. Na noite de ontem (28), outro homem que também seria alvo de mandado judicial foi preso pela BM por porte de munição e de entorpecentes. Durante o dia outros mandados seguirão sendo cumpridos. Além das prisões preventivas os policiais cumprem quatro mandados de busca e apreensão na tentativa de angariar elementos que comprovem a autoria e a motivação. Moresco ainda salientou a importância dos órgãos de segurança terem dado uma resposta rápida ao crime.

Conforme ele, “quando um policial militar é atingido, toda a sociedade é atingida”. Após proprietários da loja incendiada manifestarem solicitando apoio da comunidade com doações, policiais militares também deram início a uma vakinha on-line. O objetivo é reestruturar a loja que é de propriedade da família do policial militar Rodrigo Carnelosso. Os responsáveis pela ação são os militares da 3º Companhia de Venâncio Aires, que são colegas do soldado Carnelosso. A campanha visa arrecadar R$ 380 mil, montante que deve ser usado para reforma na estrutura interna da loja e para cobrir custos das mercadorias perdidas.

https://benfeitoria.com/projeto/campanha-familia-carnelosso-somostodospoliciaismilitares-ycb