Secretaria da Saúde orienta suspender vacinação de gestantes e puérperas com AstraZeneca

A SES aguarda nova orientação do Ministério da Saúde quanto a questões como a continuidade da vacinação para esse público.

maio 11, 2021

A Secretaria da Saúde (SES) decidiu, nesta terça-feira (11/5), pela suspensão temporária da vacinação de gestantes e puérperas com a vacina AstraZeneca/Fiocruz. A medida segue orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) até que seja completado o monitoramento de eventos adversos notificados em gestantes.

A ampliação da medida no Estado também para as puérperas (mulheres até 45 dias após o parto) foi adotada como forma preventiva.

As gestantes que já realizaram a primeira dose (D1) com essa vacina devem aguardar orientações com relação à aplicação da segunda dose (D2).

A SES aguarda nova orientação do Ministério da Saúde quanto a questões como a continuidade da vacinação para esse público. O Programa Estadual de Imunizações também emitirá notas para esclarecer o assunto assim que novas diretrizes sejam definidas.

Até este momento, não foi notificado nenhum evento adverso grave em gestantes no Rio Grande do Sul.

Texto: Ascom SES
Edição: Secom