Projeto pretende buscar recursos para restauro dos casarões de Campestre

Gestoras culturais de Porto Alegre foram convidadas a atuar no projeto de restauro dos imóveis históricos

jul 21, 2022

Fotos: Divulgação

A Rota dos Casarões de Campestre está dando os primeiros passos para elaborar um novo projeto de restauro das construções que integram a atração turística. Nessa quarta-feira (20), a arquiteta Kelli Lago, natural da localidade, visitou a rota acompanhada das gestoras culturais de Porto Alegre, Glaci Braga da Silva e Jacqueline Sanchotene. As duas têm longa experiência na captação de recursos destinados ao restauro de imóveis históricos e foram convidadas pela sobradinhense a atuar neste projeto.

Em entrevista ao programa Enfoque da Rádio Sobradinho, elas disseram que o potencial turístico de Campestre é grande e que os casarões se destacam por preservar grande parte dos elementos originais. O objetivo do grupo é buscar empresas que queiram destinar recursos para o projeto, a partir da lei estadual que permite doações da iniciativa privada com abatimento dos valores doados do ICMS que recolhem para os cofres do Governo do Estado. A arquiteta Kelli revelou, ainda, que outra ideia é projetar uma ciclovia para Campestre, considerando que a rodovia que passa pela localidade não possui acostamento.

Na visita, as três profissionais foram recepcionadas por membros da Asturcamp, a entidade responsável pela Rota dos Casarões, e pelo grupo de cantoria italiana. As três também se reuniram com a diretora de Cultura de Sobradinho, Ingrid Hermes. O próximo passo é fazer contatos com possíveis empresas patrocinadoras. Anos atrás, iniciativa semelhante chegou a ser articulada, mas acabou não se concretizando.