Projeto de Lei que estabelece classificação de fumo na propriedade rural é protocolado na comissão da agricultura da Assembleia Legislativa

O parecer foi construído após reuniões em que as entidades representativas de fumicultores, indústrias e assistência técnica apresentaram seus posicionamentos.

jun 4, 2022

Foto: Arquivo Rádio Sobradinho

O deputado estadual Elton Weber (PSB) protocolou, na Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa, seu parecer favorável ao Projeto de Lei, de autoria do deputado Zé Nunes (PT), que muda o local de classificação do tabaco das  indústrias para a propriedade dos agricultores familiares gaúchos. O parlamentar destaca que a modificação tem como objetivos estabelecer uma relação mais justa para o fumicultor na operação de compra e venda e acabar com custos adicionais para os agricultores, como o transporte do tabaco até as empresas e o retorno da matéria-prima à propriedade quando não há acordo sobre a remuneração, estabelecida pela fumageira no ato da análise.

O parecer foi construído após reuniões em que as entidades representativas de fumicultores, indústrias e assistência técnica apresentaram seus posicionamentos. A votação do parecer depende agora da sua colocação em pauta pelo deputado estadual Adolfo Brito, presidente da Comissão de Agricultura. No Rio Grande do Sul a produção de tabaco é cultivada por aproximadamente 71 mil famílias que têm nesta produção a sua principal fonte de renda, produzindo mais de 283 mil toneladas de tabaco dos tipos Comum, Virgínia e Burley, segundo dados da Afubra referentes a safra 2020/2021.