Primeira etapa do Centro de Eventos de Sobradinho está concluída e prefeitura vai cede-lo ao CTG Galpão da Estância

O prefeito Armando Mayerhofer destaca que a obra deverá contar com mais três etapas, sendo que a segunda deverá receber mais R$ 250.000,00 através de emenda parlamentar também pelo Deputado Covatti Filho, a qual deverá ser liberada ainda este ano

fev 12, 2022

Foto: Fabrício Ceolin/Rádio Sobradinho AM

A primeira etapa da obra do Centro de Eventos de Sobradinho foi concluída e entregue nesta sexta-feira (11), no prolongamento da rua João Adão Schirmer, aos fundos do Bairro Medianeira. Participaram do ato de entrega da obra, o prefeito de Sobradinho Armando Mayerhofer; o secretário de Finanças e Planejamento, Nilo Wietzke, e o engenheiro da prefeitura, Dieisson Bridi. De acordo com o Nilo Wietzke, a área total de construção desta etapa é de 327 m², e o valor investido foi de R$ 219.038,61. Deste total, R$ 216.538,00 são oriundos de emenda parlamentar do Deputado Federal Covatti Filho (PP), e R$ 2.500,00 de contrapartida do município. O prefeito Armando Mayerhofer destaca que a obra deverá contar com mais três etapas. A segunda deverá receber mais R$ 250.000,00 através de emenda parlamentar também pelo Deputado Covatti Filho, a qual deverá ser liberada ainda este ano. O prefeito ressalta que essa obra será muito importante para realização de eventos por parte do CTG Galpão da Estância. Além disso, segundo ele, a intenção é no futuro construir um complexo para desenvolver neste local atividades sociais e culturais.

Em entrevista ao Programa Quadro Geral da Rádio Sobradinho AM, o secretário Nilo Wietzke – que também é patrão do CTG Galpão da Estância, questionou quem vai cuidar agora do prédio, até a liberação das próximas etapas. Ele ressaltou que vai levar esse questionamento para a patronagem do CTG, lembrando que em outras oportunidades tudo o que havia sido instalado foi furtado. Agora, tem portas, instalação elétrica com tomadas, extintores de incêndio, corrimãos, tudo que o projeto exigia para que a obra fosse dada como concluída. Nilo Wietzke, destaca ser preciso colocar alguém no local para cuidar, mas o CTG não tem condições de pagar, e deve decidir com os sócios o que deve ser feito, uma vez que até o início da próxima etapa, haverá uma demora de, pelo menos, um ano.  O prefeito Armando Mayerhofer lembrou que sugeriu, na época, a construção desse centro de eventos no Parque da FEJÃO, pois lá, já existe a pista de rodeio, mas a entidade que tinha essa área disponível aos fundos do Bairro Medianeira, optou pelo local. O prefeito deverá fazer a concessão do prédio, para que o CTG seja o responsável pela sua conservação. Mayerhofer pediu que as pessoas ajudem, para que não haja a depredação e arrombamento das estruturas.

Ele relembrou que tinha proposto ao CTG Galpão da Estância uma troca, onde a prefeitura daria uma área na entrada da FEJÃO, em troca da área atual, pois seu objetivo era de construir alí casas populares, e a estrutura já construída serviria para um centro comunitário. O prefeito salientou que a maioria dos sócios do CTG entenderam que a troca não seria viável. Questionado caso o CTG Galpão da Estância repense na sua decisão sobre a área, Armando Mayerhofer afirmou que isso teria que ser avaliado, pois ele já tem uma área disponível que está sendo licenciada para a construção de casas populares. Lembrou que para isso, teria que ser feita uma permuta entre o CTG e a prefeitura, recebendo essa área em troca de outra no parque da FEJÃO. O prefeito disse que “como agora já se tem um novo local para as casas, a área que foi oferecida ao CTG permanece para município.

O prefeito avalia que caso o CTG entenda que não tem condições de manter a estrutura construída do Centro de Eventos e quiser abrir mão do imóvel, será preciso ver se outra entidade quer utilizar o prédio, lembrando que a Prefeitura possui um termo de concessão por 20 anos do local. Apesar disso, Armando Mayerhofer destaca que o local foi pensado para servir a entidade proponente do projeto, e a Administração Municipal deve procurar junto a patronagem do CTG Galpão da Estância, as formas para que se possa ser dar uma utilidade para a estrutura.