Prefeito projeta asfalto Ibarama a Agudo para daqui a 20 anos

Na última sexta-feira, foi publicado no Diário Oficial do Estado o decreto que inclui o trecho na malha rodoviária estadual, na condição de rodovia planejada.

jan 2, 2024

Foto: Henrique Lindner

“Precisamos pensar no que queremos daqui a 10, 20, 50 anos”. Foi o que disse o prefeito de Ibarama, Valmor Mattana, nesta terça-feira, 02, em entrevista ao programa Enfoque quando falou sobre a estadualização da estrada Ibarama-Agudo. Na última sexta-feira, foi publicado no Diário Oficial do Estado o decreto que inclui o trecho na malha rodoviária estadual, na condição de rodovia planejada. Este é o primeiro passo para um futuro asfaltamento dos 38 quilômetros que ligam os dois municípios.

Na entrevista, Mattana lembrou que ouviu do empresário Roberto Argenta, um dos principais empreendedores do Recanto Maestro, que o asfaltamento deste trecho é fundamental para o Centro Serra uma vez que encurta a distância para a Quarta Colônia, região que se projeta como novo polo turístico do Estado. Isso faria com que os motoristas provenientes do Norte do Estado e até do Oeste de Santa Catarina e do Paraná passariam pela nova rodovia. O prefeito citou que quando lançou a ideia foi taxado de lunático, mas observou que agora já foi dado o primeiro passo. O próximo, segundo ele, é fazer uma pressão muito grande no Governo do Estado para que seja elaborado o projeto para o futuro asfaltamento. Isso exige, na opinião dele, a união de todas as lideranças políticas, independentemente de partido.

O prefeito de Ibarama disse ainda que não se pode alimentar ilusões de que em pouco tempo a obra irá iniciar. No entender dele, isso pode ocorrer daqui a 15 ou 20 anos, o que também irá depender de uma recuperação financeira do Estado. Também observou que é necessário projetar um anel viário para que a futura rodovia circunde as áreas urbanas de Sobradinho e Ibarama. Valmor Mattana fez questão de registrar que este não é um projeto apenas que interessa a Ibarama, mas a toda região e por isso deve ter o apoio de todos os prefeitos.