Prefeito de Sobradinho diz que serão investidos R$ 1,79 milhão em casas populares

As casas com cerca de 40 metros quadrados, terão 2 quartos, sala, cozinha e banheiro, além de uma área na frente da residência.

maio 30, 2022

Foto: Henrique Lindner/Arquivo Rádio Sobradinho

O prefeito de Sobradinho, Armando Mayerhofer, falou na última sexta-feira (27) no Programa Enfoque da Rádio Sobradinho, sobre a construção das casas populares. Segundo ele, na primeira etapa onde 30 casas serão construídas, diferente da ideia inicial de fazer as residências com mão de obra própria do Município, foi decidido terceirizar as construções. Serão utilizados R$ 700 mil reais, oriundos do orçamento da Secretaria de Obras, para contratação de uma construtora. Após a aprovação de créditos pela Câmara de Vereadores, serão investidos um total de R$ 1.790.000,00 em habitação popular. As casas com cerca de 40 metros quadrados, terão 2 quartos, sala, cozinha e banheiro, além de uma área na frente da residência.

Mayerhofer salientou que o desejo da Administração Municipal de Sobradinho é que a construção inicie o quanto antes e que essas 30 residências sejam entregues ainda neste ano. Ele salientou que o material de construção já está comprado e pago e o dinheiro para o pagamento da empreiteira, já está à disposição, garantindo que a obra seja agilizada. Ele lembra que o dinheiro são recursos próprios do município, não necessitando de esperas e vistorias de outros órgãos, o que poderia gerar demora no andamento das obras. A frase usada por Armando com relação a agilidade da obra por parte dos contratados é que o pagamento deverá ser reflexo do trabalho, “Concluiu a etapa, recebeu por ela” disse o Prefeito durante a entrevista, o que pode colaborar para as casas serem entregues até o final do ano.

Com relação a quem deverá receber as cassas, ainda não foram definidos os pré-requisitos, mas disse que passarão por uma comissão para dar aval necessário para a escolha. Salientou também que será pago pelo beneficiário, uma espécie de Aluguel Social, onde o contemplado paga pela casa, em valores bem abaixo do mercado e que será investigado qualquer forma de aluguel ou venda da residência por quem a receber. “Não vamos tolerar comercio das casas populares” disse o prefeito, dando exemplo de outros tempos não apenas em Sobradinho, como em vários outros municípios onde foram entregues casas em projetos semelhantes. Até o final do ano teremos essas casas prontas, e se Deus quiser sendo utilizadas, disse o Prefeito de Sobradinho Armando Mayerhofer.