Foto: Repórter Rogério Passos

Após protesto na última segunda-feira (25) feito pela Comunidade São Cristóvão de Pinhal Grande, reivindicando por melhorias na ERS-149, que está em péssimas condições, o prefeito Lucas Michelon esteve ontem (27) em Porto Alegre, onde participou de reunião no Daer. O prefeito cobrou do diretor-geral, Luciano Faustino, a conclusão da rodovia que liga os municípios de Pinhal Grande e Nova Palma. A obra aguarda a sua conclusão há quase 10 anos. Faustino informou que já tem R$ 7,5 milhões de reais para a conclusão dessa obra, sendo que no mês de agosto será feito o processo licitatório.

Após os tramites burocráticos, a ordem de serviço deve ser assinada no mês de setembro, para a conclusão dos dois trechos que faltam, ou seja, 1.4 km do trecho na comunidade de São Cristóvão, e também, o trecho do Cerro, acesso ao município de Nova Palma. Questionado pelo prefeito de Pinhal Grande se o recurso previsto seria suficiente para as obras, o diretor do DAER afirmou que se o dinheiro não for suficiente, a autarquia tem condições de alocar mais recursos para que seja feita a conclusão completa.

Sobre o pedido de um tapa buracos no trecho já asfaltado, da ERS-149, destacou que é outro processo, mas garantiu que dentro do programa Avançar Infraestrutura dispõe de recursos para melhoria nas rodovias do Estado, e já tem R$ 3,5 milhões de reais garantidos para essa revitalização entre Pinhal Grande e Nova Palma. Com isso, o DAER, deverá investir quase R$ 11 milhões de reais nas obras reivindicadas. O prefeito Lucas Michelon, destaca que essa é uma demanda aguardada há anos, e se realmente isso sair do papel, é uma luta vencida por várias lideranças políticas locais, regionais e estaduais que trabalham pela região, e estão buscando há anos a conclusão desses serviços.

Já em Sobradinho, várias promessas foram feitas, principalmente por melhorias nos trevos de acesso à cidade. O prefeito Armando Mayerhofer lamentou que o DAER não tenha tomado nenhuma providência e disse, mais uma vez em entrevista ontem, que cansou de participar de reuniões na autarquia sem nenhum resultado prático. Vereadores também já procuraram o DAER pedindo providências. Mayerhofer também já cogitou a possibilidade da organização de um protesto para chamar atenção do Governo do Estado.

Entre os problemas da região, também estão buracos no asfalto da ERS-400, RSC-481 e ERS-347. Faltam roçadas às margens das rodovias onde o mato já toma conta das rodovias, encobrem placas, e vários pontos também estão com canaletas entupidas, fazendo com que a água seja desviada para pista, gerando risco de aquaplanagem. O trevo da FEJÃO em Sobradinho, tem sido local de graves acidentes há anos, e nenhuma medida foi tomada pelo DAER para contornar a situação. O último acidente ocorreu no domingo, deixando um casal de motociclistas gravemente feridos.