Polícia Civil de Sobradinho esclarece homicídio de mulher localizada morta em matagal

Conforme a Delegada Graciela Foresti Chagas, que coordenou as investigações, a vítima foi estuprada e conforme laudo pericial, decapitada.

abr 13, 2022

Na tarde desta quarta-feira (13), a Delegacia de Polícia Civil de Sobradinho concluiu as investigações após encontrar o cadáver de uma mulher de 49 anos em decomposição num matagal em Sobradinho com sinais de violência sexual, no dia 23/03/2022. Conforme a Delegada Graciela Foresti Chagas, que coordenou as investigações, a vítima foi estuprada e conforme laudo pericial, decapitada.

O suspeito identificado durante as investigações prestou depoimento hoje na delegacia e admitiu ter estuprado a vítima e, após, ter lhe asfixiado com as mãos. Ele negou a decapitação e sustentou ser usuário de drogas e álcool.

Conforme a Delegada, o suspeito possui 25 anos de idade, é morador do interior do município de Lagoa Bonita do Sul, divisa com Linha Tupi (Sobradinho), já possui diversos antecedentes policiais, inclusive por furto, roubo e estupro. Na data do fato ele estava foragido do sistema prisional, onde cumpria pena em regime semiaberto por outro estupro.