Piscicultor lamenta venda de pescados sem procedência

Um relato chegou até a reportagem das rádios Sobradinho AM e Jacuí FM, de que até mesmo peixes que já estavam mortos há algumas horas em um açude, foram vendidos para consumo

jan 18, 2022

Foto: Divulgação

Com a baixa das águas nos açudes, a mortandade de peixes tem sido uma constante devido à falta de oxigenação da água. Com isso, muitas pessoas tem feito a venda dos pescados de casa em casa. Um relato chegou até a reportagem das rádios Sobradinho AM e Jacuí FM, de que até mesmo peixes que já estavam mortos há algumas horas em um açude, foram vendidos para consumo.

Na tarde desta segunda-feira (17), o piscicultor e proprietário de agroindústria de pescados Armando Kroth, concedeu entrevista ao programa Quadro Geral da Rádio Sobradinho. Ele destacou que está sendo difícil a criação de peixes com a baixa da água dos açudes. Apesar disso, ele revelou que em sua propriedade, a situação está sendo contornada com um açude que abastece os demais e também com o uso de aeradores para oxigenação da água.

Kroth lamentou o fato de muitas pessoas estarem vendendo peixes sem procedência, pois, segundo ele, isso acaba estragando negócios de quem vive do ramo e mantém seus produtos legalizados. “As pessoas acabam comprando um pescado sem procedência e de qualidade duvidosa, nem sabem o que estão comendo”, lamentou o piscicultor.