Pesquisar
Close this search box.

Passagem sobre o Rio Pardo em Candelária deve ser concluída no dia 7

A retomada do fluxo de veículos na ponte sobre o rio Pardo, na RSC 287, em Candelária, está entrando na reta final.
Foto: Reprodução/ Jornal Folha de Candelária

A retomada do fluxo de veículos na ponte sobre o rio Pardo, na RSC 287, em Candelária, está entrando na reta final. A passagem de veículos foi interrompida no início do mês de maio em virtude de danos estruturais identificados em um dos pilares de sustentação da ponte. Sob responsabilidade da Rota de Santa Maria, do Grupo Sacyr, a recuperação da ponte sofreu em atraso em razão da instalação de uma pinguela que servia de passagem de pedestres entre um lado e outro do rio.

A partir do funcionamento da passadeira flutuante instalada pelo 3º Batalhão de Engenharia de Combate, de Cachoeira do Sul, que acabou sendo rompida por nova cheia do rio no dia 23, a pinguela foi retirada no início da manhã do dia 20 e, na mesma data, a Sacyr deu início à recuperação da ponte. Inicialmente, a concessionária reforçou a cabeceira com pedras e depois fez a retirada controlada da estrutura avariada. Já durante a semana a empresa deu início à colocação de galerias de concreto no vão aberto, que irão estabelecer a ligação com à estrutura íntegra da ponte.

O prefeito Nestor Ellwanger, o vice-prefeito Cristiano Becker, o coordenador do gabinete de crise, Flávio Karnopp, e o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, João Francisco Rodrigues da Silva, estiveram no local da ponte, na manhã dessa quinta-feira (30), para verificar o andamento das obras. Em contato telefônico com o prefeito, o gerente da Rota de Santa Maria, César Cruvinel, informou que a projeção é concluir o trabalho de recuperação da ponte até o próximo dia 7, prazo que condicionou às condições climáticas.

Segundo reportagem do Jornal Folha de Candelária, a partir dessa informação, é possível acreditar que a partir do sábado, dia 8, seja possível novamente normalizar o fluxo de veículos pela 287 até Santa Cruz do Sul e para Porto Alegre, considerando que a concessionária quer restabelecer a normalização da rodovia, de ponta a ponta.

Ao acessar e navegar neste website você está de acordo com a nossa Política de Privacidade