Onze homicídios já foram registrados em 2024 no Vale do Rio Pardo

Dentre esses casos, três foram motivados por crimes passionais, três por feminicídio, um relacionado ao tráfico de drogas, um decorrente de confronto com a polícia e outros dois de motivos não divulgados.

fev 3, 2024

Foto: Divulgação

Na manhã desta sexta-feira (2), durante uma coletiva de imprensa, o comandante do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Rio Pardo, Coronel Giovani Paim Moresco, apresentou um relatório das atividades realizadas pela Brigada Militar em 2023. No ano passado, foram registradas 101 mil ocorrências, resultando em 4,8 mil prisões e 133 apreensões de armas.

Durante a apresentação, o comandante destacou que, das prisões efetuadas, apenas 73 exigiram o uso progressivo da força, sendo 38 casos envolvendo arma de energia conduzida, 20 com munição menos fatal e 15 com arma de fogo. Além disso, foram mencionados dois casos de óbito decorrentes de confrontos com a polícia militar.

O primeiro ocorreu em 19 de novembro, quando um homem foi morto por dois tiros disparados por um policial militar após atacá-lo com uma faca em Lagoão. A outra ocorrência aconteceu em 8 de dezembro e resultou em uma morte e um ferido no Bairro Belvedere em Santa Cruz.

O coronel Moresco também apresentou um relatório dos primeiros 31 dias de 2024, no qual foram registrados 11 homicídios em todo o Vale do Rio Pardo em janeiro. Dentre esses casos, três foram motivados por crimes passionais, três por feminicídio, um relacionado ao tráfico de drogas, um decorrente de confronto com a polícia e outros dois de motivos não divulgados.