Novos pedágios na RSC-287 devem entrar em operação em setembro

A chamada “operação assistida sem cobrança” deverá começar pelas duas praças em estágio mais avançado de construção, localizadas em Taquari (km 47) e Paraíso do Sul (km 168).

jul 23, 2022

Foto: Rota de Santa Maria

Em fase final de implantação, as novas praças de pedágio localizadas na RS-287, entre Tabaí e Santa Maria, deverão entrar em fase experimental de operação na metade de agosto. A etapa de testes vai dar início ao funcionamento das cancelas, mas ainda sem cobrança aos condutores. O objetivo é treinar os funcionários e avaliar o sistema informatizado da concessionária, a Rota de Santa Maria, para somente a partir de setembro estabelecer o pagamento de uma nova tarifa ainda sob análise do valor.

A chamada “operação assistida sem cobrança” deverá começar pelas duas praças em estágio mais avançado de construção, localizadas em Taquari (km 47) e Paraíso do Sul (km 168). O nível de construção do pedágio de Santa Maria, conforme informações da concessionária, é 20% menor em comparação com os demais, mas a praça também deve passar a funcionar de forma experimental nas próximas semanas. Em Taquari e Paraíso, as estruturas estão em fase de acabamentos, com últimos serviços de pavimentação, instalação dos sistemas de arrecadação, colocação de grama e paisagismo.

Em outros dois pontos (Venâncio Aires e Candelária), os pedágios já estão em funcionamento. Esses locais estão recebendo melhorias e novas faixas de tráfego. Segundo o diretor-geral da Concessionária Rota de Santa Maria, Renato Bortoletti, a operação assistida serve para simular a cobrança, checar se o sistema informatizado identifica a placa dos veículos, treinar os novos funcionários e, também, ir acostumando os usuários que passam por esses locais.

A expectativa é de que essa etapa comece por volta de 15 de agosto. Se houver formação de filas ou lentidão no trânsito, a empresa afirma que as cancelas serão liberadas durante este período preliminar. A operação com cobrança deverá ter início a partir de setembro, com valor ainda não formalizado pela (Agergs).