Novas tratativas prometem concluir obra abandonada há 30 anos em Ibarama

Na oportunidade, foi feito levantamento técnico, sendo que ainda serão necessários testes da estrutura e material, que estão ao relento há cerca de trinta anos.

jun 7, 2022

Fotos: Divulgação

O subsecretário de obras do Estado, Ricardo Todeschini, três engenheiros e duas arquitetas da Secretaria de Obras do Estado, estiveram em Ibarama, na tarde desta segunda-feira (06), verificando a situação da estrutura do prédio inacabado do ginásio de esportes da Escola Catarina Bridi, projeto elaborado 40 anos atrás.  Na oportunidade, foi feito levantamento técnico, sendo que ainda serão necessários testes da estrutura e material, que estão ao relento há cerca de trinta anos. O engenheiro Clóvis Lazzari, autor do projeto arquitetônico em 1982, também esteve presente na inspeção em Ibarama.

Segundo o deputado estadual Adolfo Brito que articulou a vinda dos profissionais de engenharia do Estado, agora deve ser elaborado um laudo técnico, com a definição sobre a possibilidade de continuar a obra, ou indicar a demolição para construção de um novo projeto. O subsecretário Todeschini, reiterou à direção da escola que a demanda está com alta prioridade dentro da Secretaria de Educação, a pedido do gabinete do Governador. Também participaram da reunião membros da direção da escola.

Várias tratativas já foram feitas ao longo dos últimos anos para tentar concluir o ginásio, até agora sem sucesso. A diretora do educandário, Maristela Puntel Bock, está confiante numa solução para o impasse, apesar da frustração das tentativas anteriores. Ela lembra que a reunião de ontem é fruto de um esforço conjunto e que desde que assumiu o cargo tem feito vários contatos com a Secretaria Estadual da Educação e com a Coordenadoria Regional de Obras. Segundo ela, isso somado à pressão política pode resultar na retomada da obra inacabada há três décadas.