Nova rodada para definir o preço do tabaco ocorre no fim de janeiro

Segundo o presidente da Afubra, Benício Albano Werner, a entidade e as Federações têm acompanhado a comercialização e os preços que estão sendo praticados

jan 13, 2022

Foto: Divulgação/Afubra

A segunda rodada de reuniões para a definição do preço do tabaco para a safra 2021/2022 está marcada para os dias 26 e 27 de janeiro. Os encontros ocorrem na sede da Afubra, em Santa Cruz do Sul, adotando todas as medidas sanitárias devido à pandemia da Covid-19. Serão recebidas oito empresas fumageiras, de forma individual. Segundo o presidente da Afubra, Benício Albano Werner, a entidade e as Federações têm acompanhado a comercialização e os preços que estão sendo praticados. Conforme ele, antes de receber os representantes das empresas, a Comissão se reunirá para trocar informações sobre o andamento da comercialização e definir, em conjunto, os rumos da negociação.

Werner ainda lembra que, novamente, serão recebidas apenas as empresas que apuraram o seu custo de produção em conjunto com a representação dos fumicultores. A primeira rodada de reuniões ocorreu nos dias 20 e 21 de dezembro. A proposta de reajuste do preço, por parte da representação dos produtores, levou em consideração a variação do custo de produção, acrescido de 10 pontos percentuais para a rentabilidade do produtor e a sustentabilidade do setor. Este percentual de acréscimo representa a perda que o produtor teve nas últimas safras. Apesar do custo de produção ter sido apurado de forma conjunta entre as entidades e cada fumageira, a negociação não teve acordo.

Apenas uma empresa apresentou proposta de reajuste acima do custo de produção apurado. Uma não apresentou proposta e as demais não atingiram nem o percentual do custo de produção. Werner espera nesse próximo encontro resultados mais satisfatórios que venham valorizar os produtores integrados. A comissão representativa dos produtores de tabaco é formada pela Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) e pelas Federações da Agricultura (Farsul, Faesc e Faep) e dos Trabalhadores Rurais (Fetag, Fetaesc e Fetaep) do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Os membros do Fórum Nacional da Integração (Foniagro) também vão se reunir no dia 27 de janeiro, na parte da tarde, na sede da Afubra, em Santa Cruz do Sul. Na pauta, o debate sobre assuntos relacionados à cadeia produtiva do tabaco.

O Foniagro é composto pelas entidades representativas dos produtores integrados e das empresas integradoras, com mesmo número de representantes de cada lado. Pelo calendário divulgado pela Afubra, no dia 26, às 9h – a reunião será entre os membros da Comissão representativa dos produtores. Depois, às 13h30min – com representantes da JTI; às 14h30min – com a BAT – ex-Souza Cruz; às 15h30min – China Brasil e às 16h30min – com a Universal Leaf. No dia 27, às 8h – com a Alliance One; 9h – CTA; 10h – com a Premium; às 11h – com representantes da UTC e às 14h – o encontro será com os membros do Foniagro.