Negociação do preço do tabaco inicia nesta quarta-feira

Conforme o presidente da Afubra, Marcilio Drescher, o custo de produção foi conciliado individualmente, com cada empresa fumageira, e a base da negociação está pronta

dez 12, 2023

Foto: Divulgação

As entidades representativas dos produtores de tabaco se reúnem nesta quarta-feira, 13, com uma empresa fumageira para iniciar a negociação do preço do tabaco para a safra 2023/2024. Às 15 horas, as lideranças serão recebidas, na sede da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), em Santa Cruz do Sul, a empresa JTI. Apesar de, normalmente, ocorrer uma rodada de negociação em dezembro, para esta safra as entidades definiram que só iriam receber as empresas que, efetivamente, já tem uma proposta de reajuste.

Conforme o presidente da Afubra, Marcilio Drescher, o custo de produção foi conciliado individualmente, com cada empresa fumageira, e a base da negociação está pronta. Ele adianta que o próximo passo é aguardar que as empresas definam seus reajustes na tabela e se encontrem com a representação dos fumicultores. Drescher explica que pelo fato de existir representantes do Paraná e Santa Catarina, a Afubra avaliou ser mais produtivo só receber, em dezembro, quem já tem sua proposta para apresentar.

Marcílio Drescher ressalta que a Afubra entrou em contato com todas as empresas, porém, apenas a JTI acenou de maneira positiva. Sobre o custo de produção, ele explica que a variação verificada com cada empresa fumageira só será divulgada após as reuniões de negociação. Uma nova rodada de reuniões será marcada para meados de janeiro. A comissão representativa dos produtores de tabaco é formada pela Afubra e pelas Federações da Agricultura (Farsul, Faesc e Faep) e dos Trabalhadores Rurais (Fetag, Fetaesc e Fetaep) do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.