Monsenhor sobradinhense é nomeado bispo auxiliar da Arquidiocese de Porto Alegre

Bertilo João Morsch tem 57 anos e atuava como vigário geral da Arquidiocese de Santa Maria e pároco da Catedral Metropolitana de Santa Maria

maio 17, 2022

Foto: Divulgação

O Monsenhor Bertilo João Morsch, natural de Sobradinho, foi nomeado pelo Papa Francisco como bispo auxiliar da Arquidiocese de Porto Alegre. O anúncio foi feito nesta terça-feira, 17 de maio, pela Sala de Imprensa da Santa Sé, em Roma/Itália. O novo bispo tem 57 anos, e atuava como vigário geral da Arquidiocese de Santa Maria e pároco da Catedral Metropolitana de Santa Maria. Monsenhor Bertilo nasceu em 7 de novembro de 1964. Filho de Alfredo Morsch, já falecido, e Cecília Paulus Morsch, Bertilo é o mais novo entre sete irmãos. Ele recebeu o sacramento do Batismo e da Primeira Comunhão na comunidade São Miguel – localidade de Pitingal, pertencente hoje ao município de Passa Sete, que na época era distrito de Sobradinho.

O futuro bispo foi crismado no Seminário São José em Santa Maria. No ano de 1978, Monsenhor Bertilo ingressou no Seminário São José, em Santa Maria, na Oitava Série do Ginasial. Na mesma instituição concluiu o Ensino Médio, em 1981. Cursou Filosofia e Teologia no Instituto de Filosofia e Teologia de Santa Maria, entre os anos de 1982 e 1986. No dia 7 de janeiro de 1989 foi ordenado presbítero por Dom José Ivo Lorscheiter, na capela São Miguel de Pitingal, em Sobradinho, sua cidade natal. Como sacerdote exerceu o ministério como vigário paroquial na paróquia Nossa Senhora da Piedade, em Júlio de Castilhos, entre os anos de 1989 e 1990. Trabalhou como vigário paroquial na paróquia São Pedro no município de São Pedro do Sul, entre os anos de 1991 e 1993, onde assumiu como pároco no ano seguinte, e permaneceu até o ano 2000.

No ano de 2001, Monsenhor Bertilo iniciou os estudos no mestrado em Direito Canônico na Universidade Lateranense, em Roma, onde apresentou a dissertação em 2003. No final do mesmo ano foi nomeado pároco e reitor do Santuário Basílica Menor Nossa Senhora de Medianeira, em Santa Maria. O ano de 2005 também marca o ingresso de Monsenhor Bertilo na vida acadêmica como professor de Direito Canônico e Pastoral Fundamental na Faculdades Palotinas, onde exerce a docência. O futuro bispo auxiliar da Arquidiocese de Porto Alegre também, entre os anos de 2006 e 2010, participou da Câmara Eclesiástica de Santa Maria junto ao Tribunal Eclesiástico como referencial; De agosto de 2020 até o presente o Defensor do Vínculo e Promotor de Justiça junto ao Tribunal Eclesiástico Interdiocesano de Santa Maria. Monsenhor Bertilo Morsch, a partir de 2013 até 2021 foi também foi reitor do Seminário Maior São João Maria Vianney e pároco da Paróquia da Ressurreição, em Santa Maria.