Levantamento revela o que projetam os deputados da região após abertura da janela partidária

Família Moraes vai aguardar até o final da janela partidária para decidir se permanece ou sai do PTB

mar 3, 2022

Foto: Portal Arauto

Deputados estaduais e federais podem trocar de partido sem interferência no mandato a partir desta quinta-feira (03), data em que abre a janela partidária. A decisão sobre a permanência ou não dos parlamentares em cada sigla deve ocorrer até o dia 1º de abril. Por conta disso, a reportagem do Portal Arauto conversou com os cinco deputados que representam a região em nível estadual e federal para saber as projeções para o pleito. Heitor Schuh, deputado federal, confirmou que permanece no PSB – partido no qual está filiado desde 2001 – e que é pré-candidato a reeleição. Na mesma linha, segue o deputado estadual Edson Brum. Atualmente no comando da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, ele afirmou que ficará na sigla em que está, o MDB. Quem também permanece no partido é o deputado estadual Adolfo Brito, do Progressistas, natural de Sobradinho.

Já os deputados do PTB, Marcelo Moraes (federal) e Kelly Moraes (estadual) aguardam o fechamento da janela partidária para decidir se ficam ou não. Isso porque, de acordo com o ex-prefeito e um dos filiados mais antigos do PTB, Sérgio Moraes, há uma divergência entre duas lideranças que querem assumir o partido e, portanto, está se trabalhando em uma terceira via neutra para tentar reformular a sigla.

Há ainda, segundo Moraes, por conta dessa disputa, uma insegurança jurídica quanto à inviabilidade do partido, ou seja, que os filiados não possam mais concorrer, o que já tem motivado inúmeras saídas. Sérgio Moraes salientou que se até o fim da janela partidária a posição da Justiça for favorável, eles ficam no Partido, do contrário, irão migrar para outra agremiação.