Pesquisar
Close this search box.

Homem que matou ex-namorada em Salto do Jacuí já havia sido preso por desrespeitar medidas protetivas

O comandante da Brigada de Salto do Jacui disse ainda que no dia 15 de setembro, em virtude de Júnior não estar respeitando as medidas protetivas, foi expedido um mandado de prisão preventiva, e ele se apresentou espontaneamente na mesma data, sendo então preso por desrespeitar uma medida protetiva. Apesar disso, dois dias depois, sua prisão preventiva foi revogada pela Vara Judicial de Arroio do Tigre

Foto: Reprodução

O comandante da Brigada Militar de Salto do Jacuí – Sargento Marcelo da Luz Machado, revelou detalhes ontem, 31, durante entrevista à Rádio Geração, sobre o feminicídio seguido de suicídio que ocorreu na noite de domingo, 30, na Avenida Pio XII. De acordo com o Sargento, por volta de 19h30m, Maila Wagner, de 20 anos, moradora de Estrela Velha foi atingida por tiros disparados pelo seu ex-namorado, Juarez Júnior Ramos da Silva, de 24 anos, morador de Salto do Jacuí, que em seguida se suicidou com um tiro no peito.

Conforme Machado, com o auxílio de imagens captadas nas proximidades, a Brigada Militar constatou que a arma utilizada foi retirada do local por outra pessoa, um homem de 39 anos, que foi localizado no bairro CEEE. Após ser identificado, foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, e conduzido ao presídio estadual de Sobradinho. A arma é uma pistola 9 milímetros com numeração raspada, que terá sua procedência investigada pela Polícia Civil.

O militar revelou ainda durante entrevista, que Maila e Júnior tiveram um relacionamento há cerca de 4 a 5 meses. Segundo o Sargento Marcelo da Luz Machado, houve até mesmo algumas ocorrências registradas por ela solicitando medidas protetivas. Juarez também registrou uma situação em decorrência de violência doméstica. O comandante da Brigada de Salto do Jacui disse ainda que no dia 15 de setembro, em virtude de Júnior não estar respeitando as medidas protetivas, foi expedido um mandado de prisão preventiva, e ele se apresentou espontaneamente na mesma data, sendo então preso por desrespeitar uma medida protetiva. Apesar disso, dois dias depois, sua prisão preventiva foi revogada pela Vara Judicial de Arroio do Tigre.

No momento do crime, não havia nenhum mandado de prisão ativo contra Juarez Júnior Ramos da Silva. Agora, a Polícia Civil vai apurar as circunstâncias do crime e o IGP esteve no local do crime para fazer o levantamento do ocorrido. Maila Wagner foi sepultada no cemitério municipal de Estrela Velha, e Juarez foi sepultado também ontem, 31, no cemitério municipal de Salto do Jacuí

Ao acessar e navegar neste website você está de acordo com a nossa Política de Privacidade