Escola Copetti participa do projeto E-Generation

O projeto consiste na realização de atividades voltadas à educação empreendedora, com a realização de cursos e workshops voltados aos professores, alunos e comunidade acadêmica

jun 21, 2022

Foto: Henrique Lindner/Rádio Sobradinho AM

Dez escolas públicas de Ensino Médio da região estão desenvolvendo o projeto E-Generation, financiado pelo Consulado dos Estados Unidos em Porto Alegre, numa parceria com o Sebrae, 6ª Coordenadoria Regional da Educação e Direção de Inovação e Empreendedorismo da Unisc. O projeto consiste na realização de atividades voltadas à educação empreendedora, com a realização de cursos e workshops voltados aos professores, alunos e comunidade acadêmica, sendo um desafio final entre alunos e professores. Seu principal objetivo é introduzir a educação empreendedora na vida de jovens de escolas públicas, envolvendo estudantes, professores e comunidade acadêmica.

Desde março, estão sendo desenvolvidos workshops e palestras para alunos e professores, e desde o início do mês de junho, as equipes estão trabalhando no Desafio Empreendedor, com apoio de mentores designados pela UNISC. No dia 8 de julho, haverá a apresentação das propostas inovativas construídas pelas equipes no Campus da UNISC de Santa Cruz do Sul, onde serão premiadas as três equipes com melhor desempenho.

Em Sobradinho a Escola Estadual Padre Benjamin Copetti participa do projeto com uma equipe supervisionada pela professora Jaciane Possobom, que esteve falando nesta terça-feira (21) ao programa ENFOQUE da Rádio Sobradinho AM, juntamente com as alunas Renata Kroth Furlan, Kauana Antônio de Souza e Luana Wanzing. Elas explicaram que o projeto que está em andamento na escola trata do descarte correto de medicamentos, e até mesmo de suas embalagens. Segundo elas, a conscientização é o principal foco das ações que estão sendo desenvolvidos neste programa. O projeto de Sobradinho será apresentado no próximo mês na Unisc, em Santa Cruz, onde vai concorrer a prêmios juntamente com as outras escolas participantes. Segundo o grupo, a participação da comunidade no descarte deste tipo de produto é o principal foco do trabalho.