Durante palestra em Arroio do Tigre, economista da Farsul diz que demanda mundial por soja e milho continuará em alta na próxima safra

Para o economista Antônio da Luz, além da China, cada vez mais a Índia passará a ser um grande importador de grãos e alimentos do Brasil.

jun 14, 2022

Fotos: Henrique Lindner/Rádio Sobradinho AM

A demanda mundial por soja e milho continuará em alta na próxima safra. A projeção foi feita pelo economista chefe da Farsul, Antônio da Luz, durante palestra nesta segunda-feira (13), em Arroio do Tigre. Ele esteve no município a convite do sindicato Rural do município. O economista fez uma ampla análise sobre a produção e o consumo de soja e milho no mundo nas últimas safras e disse que a China continuará sendo o grande importador de grãos. Conforme Antônio da Luz, caso não haja grandes mudanças no cenário, o valor pago ao produtor também deverá continuar em alta, mas lembrou que a margem de lucro será bem menor devido ao aumento dos preços dos insumos.

Para ele, além da China, cada vez mais a Índia passará a ser um grande importador de grãos e alimentos do Brasil, uma vez que o país asiático tem registrado elevadas taxas de crescimento e conta com uma população que supera 1 bilhão e 300 milhões de pessoas.  Quanto ao plano safra, Antônio da Luz disse que o cenário é preocupante e que os valores que serão anunciados pelo governo dificilmente irão se confirmar na prática devido à falta de recursos no orçamento do governo federal. Ele lamentou que enquanto faltam recursos para financiar a agricultura, houve aumento de verbas para o fundo eleitoral e para as emendas de relator.

O presidente do Sindicato Rural, Hilton Dahlke, lembrou que a palestra de ontem e os cursos que a entidade tem proporcionado no município são custeados pelo SENAR. Os recursos para isso são obtidos de um desconto feito na nota emitida pelo produtor na hora da venda de sua produção. Cerca de 140 pessoas assistiram à palestra no Clube 25 de Julho.