Pesquisar
Close this search box.

Duplo homicídio em Lagoão: dono de bar alega legítima defesa de terceiro

Graciela Foresti Chagas afirmou que vai analisar se esta narrativa se confirma com os dados colhidos pela perícia
Delegada repassou informações à Rádio/Foto: Henrique Lindner

Foto: Henrique Lindner

A delegada Graciela Foresti Chagas falou sobre o duplo homicídio ocorrido no município na última sexta-feira, 06. Na ocasião, dois homens se desentenderam durante um jogo de cartas em um bar. A discussão teve início dentro do estabelecimento e prosseguiu na rua. Gilberto Kautzman da Silva, de 37 anos, foi atingido por uma facada desferida por Carlos Maciel Rodrigues, de 35, e morreu no local. Já o dono do bar reagiu atirando em Carlos Maciel, que também acabou falecendo.

Em entrevista ao programa Enfoque desta quarta-feira,11, a delegada informou que o proprietário do bar se apresentou na delegacia e alegou legítima defesa de terceiro.  Graciela Foresti Chagas afirmou que vai analisar se esta narrativa se confirma com os dados colhidos pela perícia. Num primeiro momento, disse ela, os indícios apontam nessa direção. Ainda conforme a delegada, o homem se desfez do revólver utilizado logo após o crime. A situação legal da arma também será apurada pela investigação. O autor dos disparos é tio do homem morto pela facada.

Ao acessar e navegar neste website você está de acordo com a nossa Política de Privacidade