Diretor Geral do DAER confirma início das obras de asfaltamento do acesso à Lagoão

O engenheiro confirmou que o antigo contrato para o asfaltamento do acesso a Lagoão com a empresa Arcol, assinado em 2014, foi transferido para a empresa Dalfovo que trabalha no trajeto entre Passa Sete e Lagoa Bonita do Sul.

maio 19, 2022

Foto: DAER/RS

O diretor-geral do DAER garantiu, nesta quinta-feira (19), que o Governo do Estado possui os recursos necessários para as obras asfálticas do Centro Serra anunciadas na semana passada, entre elas a retomada da ligação entre Segredo e Lagoão. Luciano Faustino concedeu entrevista ao programa Enfoque da Rádio Sobradinho e declarou que a fonte será o programa Avançar que soma 1 bilhão e 600 milhões de reais, dos quais uma parte foi destinada para recuperação de rodovias e outra será usada para o asfaltamento de acessos municipais.

O engenheiro confirmou que o antigo contrato para o asfaltamento do acesso a Lagoão com a empresa Arcol, assinado em 2014, foi transferido para a empresa Dalfovo que trabalha no trajeto entre Passa Sete e Lagoa Bonita do Sul. Segundo ele, esta construtora tem estrutura suficiente para começar e terminar a obra, diferente da anterior. A ideia, segundo Faustino, é aproveitar o maquinário que já está na região após a conclusão do acesso a Lagoa Bonita. Num primeiro momento, ela poderia trabalhar de forma concomitante nas duas frentes.

Questionado sobre a desconfiança da população de Lagoão sobre o anúncio em pleno ano eleitoral, o diretor do DAER disse que isso é natural, mas observou que o órgão está trabalhando com planejamento e assegurou que a obra vai começar. Na semana passada, durante audiência com a presença do deputado Adolfo Brito e representantes das prefeituras da região, foi estipulado o prazo de 60 dias para o início dos serviços no trecho de 27,5 quilômetros entre Segredo e Lagoão.

Na entrevista desta quinta-feira, Luciano Faustino também confirmou a contratação do projeto técnico para o acesso asfáltico a Tunas, via Jacuizinho. Quanto à ERS-400, entre Candelária e Sobradinho, o engenheiro também confirmou a contratação do projeto de engenharia para a implantação da terceira pista no trecho de serra. “O trâmite está em fase final”, segundo o diretor.