Delegada diz que disparos em residência de Tamanduá foram um aviso para o proprietário

A delegada ainda destacou que a região vive uma “epidemia de usuários de drogas”, e o consumo tem se intensificado em comunidades do interior

ago 8, 2023

Foto: Arquivo

A delegada Graciela Foresti Chagas deu detalhes sobre os disparos de arma de fogo que atingiram uma pessoa, no último domingo, 06, na divisa de Tamanduá e Lomba Alta, em Arroio do Tigre. Em entrevista ao Programa Enfoque da Rádio Sobradinho AM, ela explicou que o local é um ponto de comercialização de drogas, cujo proprietário é conhecido dos meios policias e estava recolhido ao sistema prisional até poucos dias atrás.

Ela informou que os disparos contra a pessoa que estava na residência foram uma espécie de “aviso” ao proprietário, que não foi localizado pelas pessoas que o procuravam. A delegada ainda apontou que o local foi alvo de operações policias diversas vezes, mas que os investigados, após serem liberados sempre retornam ao local. A delegada ainda destacou que a região vive uma “epidemia de usuários de drogas”, e o consumo tem se intensificado em comunidades do interior.

Ela ressaltou que, nos últimos dois anos, pelo menos três jovens da região tiraram a própria vida devido ao consumo de drogas. O caso mais recente foi de um jovem de Tunas. A respeito da falta de efetivo, a delegada demonstrou preocupação especialmente com o próximo ano, quando estão previstas aposentadorias de agentes que estão na ativa. Na delegacia de Arroio do Tigre três policias podem pedir a aposentadoria para 2024. Na delegacia de Sobradinho pelo menos um policial também deve se aposentar.

A delegada espera que novos agentes que serão formados a partir do ano que vem possam reforçar o efetivo na região. Nesta terça e quarta-feira, a Polícia Civil de todo o estado realiza paralizações de seus expedientes, atendendo somente casos graves. O intuito é abrir diálogo com o Governo do Estado para melhorar as condições de trabalho e a reposição salarial da categoria.