Corede Vale do Rio Pardo vai renovar membros da Assembleia Geral Regional

Com a definição dos representantes, o presidente do Corede/ Vale do Rio Pardo, Heitor Álvaro Petry, fará a convocação da assembleia para uma data a ser definida, com o objetivo de eleger a diretoria executiva e o conselho fiscal.

jun 2, 2022

Foto: Divulgação

O Conselho Regional de Desenvolvimento do Vale do Rio Pardo vai promover na próxima terça-feira, dia 7 de junho, às 9h, na sala 101 da Unisc campus Santa Cruz do Sul, uma assembleia de eleição dos novos integrantes da Assembleia Geral Regional, biênio 2022/2024. Com a definição dos representantes, o presidente do Corede/ Vale do Rio Pardo, Heitor Álvaro Petry, fará a convocação da assembleia para uma data a ser definida, com o objetivo de eleger a diretoria executiva e o conselho fiscal. A Assembleia Geral Regional é o órgão máximo de deliberação do Corede/ Vale do Rio Pardo, sendo constituída tanto por membros natos, como também por membros eleitos e/ou indicados para os segmentos da sociedade civil organizada, totalizando uma representação de trinta entidades.

A assembleia é constituída por membros da Diretoria Executiva; Senadores, Deputados Federais e Estaduais com domicílio eleitoral na região; Prefeitos dos municípios da área do conselho; presidentes das Câmaras de Vereadores dos municípios que compõem este conselho; presidentes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento (Comudes); ex-presidentes do Corede/ Vale do Rio Pardo; representante de cada Universidade e Instituição de Ensino Superior com sede ou campus com atividade presencial na região; representante da Emater; do Centro Vocacional Tecnológico do Vale do Rio Pardo; do Polo de Modernização Tecnológica do Vale do Rio Pardo; e do Parque Científico e Tecnológico Regional. Todos esses são membros natos, não havendo a necessidade de serem eleitos, no entanto, as respectivas entidades devem estar representadas por seus membros no dia da assembleia, com a indicação feita também por ofício.

As demais representações da sociedade civil organizada, que serão eleitas na Assembleia Geral Regional no dia 7, são formadas por Classe Trabalhadora – Rural, Comércio, Serviços e Indústria, indicados pelos Sindicatos constituídos na região; Classe Empresarial – Rural, Comércio, Serviços e Indústria, indicados pelas entidades associativas constituídas na região; Uniões de Associações Comunitárias, sendo um da área rural e um da área urbana; Cooperativas da região; Micro e Pequenos Empresários; Associação de Turismo da Região do Vale do Rio Pardo – ATURVARP; Sociedade civil legalmente organizada, constituída por entidades como as de profissionais liberais, entidades religiosas, clubes de serviço, entidades culturais, de promoção social, movimentos ecológicos, de defesa da cidadania e similares; Agremiações Estudantis oficiais da região; Órgãos públicos da região, em nível estadual; Áreas da Educação; Saúde; Meio Ambiente e Agroecologia/Produção Orgânica; Organizações Não Governamentais – ONGs; Área da Segurança Pública; Conselho Comunitário das Regiões das Rodovias Pedagiadas do Trecho 08; Arranjo Produtivo Local – APL de Agroindústria e Alimentos da Agricultura Familiar do VRP; Comitê Pardo; Desenvolvimento Local e Regional e Pessoas com Deficiência.

De acordo com o presidente do Corede/ Vale do Rio Pardo, Heitor Petry, essas entidades poderão se fazer representar e terão direito a terem representantes eleitos de acordo com a quantidade de vagas que existe para cada segmento. Ele lembra que estas representações devem estar acompanhadas de representação suplente, sendo o mandato, tanto dos membros indicados, quando eleitos, com duração de dois anos, permitida reeleições. Também serão eleitos os novos integrantes do Conselho de Representantes e dos Comitês Setoriais dentre outros assuntos, como a atualização do Plano Estratégico Regional com a participação do professor/doutor Markus Erwin Brose, que vai coordenador o processo ao longo desse ano, entre outros assuntos gerais.