Foto: Cotriel

Com uma área de cerca de 42 mil hectares em toda a sua área de abrangência, a Cotriel espera obter este ano uma boa produtividade nas lavouras de trigo. O aumento foi de cerca de 32% em relação ao ano passado, estando assim distribuída: na sede, em Espumoso, são 9.383 hectares; Salto do Jacuí: 1.083 hectares; Alto Alegre: 2.236 hectares; Depósito: 3.172 há; Pantano Grande: 2.352 hectares; Campos Borges: 2.086 hectares; Estrela Velha: 4.937; Pontão do Butiá: 5.923; Serra dos Engenhos: 2.115 hectares; Capão do Valo: 896 hectares; Arroio do Tigre: 1.883; Sobradinho: 536 hectares; Tunas: 2.423; Jacuizinho: 1.663 e Rincão do Ivaí/Salto do Jacuí: 815 hectares.

Segundo Odélcio Hartmann, gerente de grãos da Cotriel, a colheita já começou e a perspectiva é de que se o tempo colaborar a maioria das lavouras já esteja colhida até a primeira quinzena de novembro. Ele acredita que devido ao clima, que antecipou boa parte das geadas do mês de setembro para o mês de agosto irá proporcionar boa qualidade e pH ao cereal.

Além disso, o gerente de grãos revelou que uma parte do trigo já está comercializada e a liquidez do cereal também foi a razão do aumento significativo da área plantada de trigo. Odélcio Hartmann lembra que toda a equipe de armazenagem está plenamente capacitada e preparada para receber o trigo, que devido à área, tem procedimentos diferentes, e é uma safra mais rápida de ser colhida pelo associado da Cotriel.