Cem agricultores do Centro Serra participam do 10º Grito de Alerta da Agricultura Familiar

Conforme o coordenador da Regional Sindical da FETAG no Centro Serra, Alceu Mergen – presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Arroio do Tigre – as reivindicações já foram apresentados à Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, quando de sua visita ao Rio Grande do Sul no mês de janeiro

fev 16, 2022

Foto: Divulgação/Fetag

Um grupo de cem agricultores do Centro Serra participa do 10º Grito de Alerta da Agricultura Familiar que ocorre nesta quarta-feira (16), em Ijuí. O ato tem como principal reivindicação, medidas para minimizar os prejuízos causados por mais um período de forte estiagem no Estado. Conforme o coordenador da Regional Sindical da FETAG no Centro Serra, Alceu Mergen – presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Arroio do Tigre – as reivindicações já foram apresentados à Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, quando de sua visita ao Rio Grande do Sul no mês de janeiro.

Até agora, no entanto, nenhuma medida de ajuda foi feita pela União. Mergen lembra que isso depende do aval da equipe econômica do governo Federal. Falando ao programa Enfoque da Rádio Sobradinho AM o sindicalista destacou que a pressão é necessária para convencer as autoridades sobre as necessidades da classe produtora. Na manhã desta quarta-feira, os manifestantes percorreram algumas ruas centrais de Ijuí, e fizeram uma parada em frente ao Banco do Brasil.

Na pauta do 10º Grito de Alerta da Agricultura Familiar estão: política de preço para os combustíveis, diminuição do custo de produção, recurso para projetos de comercialização de alimentos, incentivo a juventude rural, subsidio para energia elétrica rural, valorização do salário mínimo, fim da violência contra mulher, o congelamento dos recursos investidos na saúde, a retomada do desconto da energia elétrica para o meio rural,  a falta de infraestrutura de telefonia, internet e estradas no meio rural. O 10º Grito de Alerta é uma realização da Fetag-RS, da Macrorregião Missões Fronteira Noroeste, Macro Central e Fetar-RS.