Casos de violência familiar aumentam em Sobradinho

Relatos de violência estão chegando até a Secretaria da Assistência Social, principalmente contra idosos, e estão sendo atendidos pela equipe que inclui psicóloga e assistente social

out 28, 2021

Aumentou o número de casos de violência contra mulher, criança e idosos e famílias em situação de vulnerabilidade. Foi o que revelou a secretária da Assistência Social de Sobradinho, Patrícia Kegler, em entrevista ao repórter Fabricio Ceolin, durante o programa Quadro Geral da Rádio Sobradinho AM. Relatos de violência estão chegando até a secretaria, principalmente contra idosos,  e estão sendo atendidos pela equipe que inclui psicóloga e assistente social. Segundo Patrícia, na última semana, a Delegada Graciela Foresti Chagas esteve no CRAS, onde repassou informações de como a equipe deve agir, uma vez que é grande a demanda de casos.

A secretária informou ainda que muitas pessoas se recusam a registrar os casos na delegacia, uma vez que se trata de envolvimento de parentes, como os próprios filhos. Na maioria das vezes a equipe de assistência busca conciliar as situações, mas muitos casos são informados ao Ministério Público. Ela revelou que recentemente uma mãe mudou-se de outra cidade com seus filhos para Sobradinho, para fugir de seu agressor. Ela procurou a assistência social, pois não tem comida e nem leite para alimentar as crianças.

Questionada sobre a distribuição de alimentos para famílias necessitadas, a secretária de Assistência Social de Sobradinho afirmou que cerca de 120 famílias em situação de vulnerabilidade social são atendidas, porém o número está aumentando a cada dia que passa. Patrícia Kegler avalia que isso está aliado ao desemprego e a atual situação da economia devido a pandemia da Covid-19. Ela diz que não houve mais recursos disponibilizados em programas sociais para compra de cestas básicas ou distribuição de marmitas.

Com isso, a Prefeitura de Sobradinho tem disponibilizado alimentos com recursos próprios, que são distribuídos após a avaliação de uma assistente social. Sobradinho recebeu 20 mil reais do rateio do Programa de Aquisição de Alimentos. A Secretária de Assistência Social Patrícia Kegler informou ainda que no dia 4 e 5 próximos, cerca de 300 famílias deverão receber alimentos do programa.