Câmara rejeita contas do ex-prefeito Gilberto Rathke

Com apenas dois votos contrários, maioria dos vereadores acatou parecer do Tribunal de Contas do Estado

jul 13, 2021

Ex-prefeito Gilberto Rathke

Os vereadores de Arroio do Tigre estiveram reunidos na noite dessa segunda-feira (12), durante sessão ordinária, para julgar as contas do ex-prefeito Gilberto Rathke, referentes ao exercício de 2016. De acordo com o parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE), a contabilidade apontou aumento de 454% de insuficiência financeira, e por isso, rejeitou as contas por unanimidade.

O relator do projeto no Legislativo de Arroio do Tigre, Tiago Fabiano Bertollo (MDB), destacou que seu voto favorável à aprovação das contas do ex-prefeito se deu em razão de o Tribunal de Contas não ter aceito elementos necessários para a sua defesa. Segundo ele, o TCE apontou restos a pagar no montante de R$ 1,4 milhão, e que boa parte desse valor seria de contrapartidas de obras que não foram executadas ou executadas em partes. Ele ainda destacou que o Estado deixou de pagar, entre 2013 e 2016, mais de R$ 500 mil em recursos para a Saúde. Bertollo e a vereadora Adriana Schanne Zimmer (PSB), opositores ao atual governo, foram os únicos a votar de forma favorável às contas do ex-prefeito. Todos os outros parlamentares foram favoráveis à manutenção do parecer do TCE.

A aprovação do Projeto de Decreto, que reprova as contas do ex-prefeito Gilberto Rathke, também o torna inelegível pelos próximos oito anos. Esta é a primeira vez, na história de Arroio do Tigre, que a Câmara de Vereadores rejeita as contas de um ex-prefeito.

A reportagem das Rádios Sobradinho AM e Jacuí FM, através de sua Sucursal de Arroio do Tigre, tentou contato na manhã desta terça-feira (13) com Gilberto Rathke, e também com sua assessoria de defesa, mas não obteve resposta.