Foto: Divulgação

Os casos de abigeato também estão ligados ao pagamento do tráfico de drogas na região. A informação foi revelada nessa terça-feira, 14, durante encontro com o comandante Regional Coronel Valmir José dos Reis, realizado no município de Segredo. Ao analisar os dados estatísticos do município, o oficial demonstrou que o abigeato é o crime com maior número de registros neste ano, totalizando 14 casos até agora, atingindo o número de registros feitos em 2020, onde também foram registrados 14 casos no município de Segredo.

Em Lagoão, já houve registro de 24 casos. Segundo o comandante da Brigada Militar de Segredo, Sargento Evanildo Pereira, os animais abatidos ou roubados também estão sendo utilizados como moeda de troca para pagamento das dívidas com o tráfico de drogas. Evanildo, salientou que também há casos em que animais dos próprios familiares do envolvido com o tráfico, são alvos, onde as ações nas propriedades são facilitadas, sendo que por vezes, o devedor nem participa da ação, tudo isso em troca da dívida. Conforme o sargento, no município de Segredo já foi desmantelada uma das quadrilhas que estava praticando abigeatos, e era responsável pela maioria dos casos já registrados no Centro Serra.

O Coronel Valmir José dos Reis determinou ao comandante do batalhão, Major Fábio Azevedo, que atue na região com uma equipe de inteligência da Brigada Militar, a fim de identificar e combater as quadrilhas que praticam o abigeato. Na região Centro Serra, a Brigada Militar atua também com as Patrulhas Comunitárias do Interior (PCI), que tem desenvolvido um trabalho de prevenção aos crimes, principalmente os abigeatos, considerado o crime mais recorrente nas localidades do Centro Serra. Também há constantes operações conjuntas com a Inspetoria Veterinária.

Na área do comando regional, estão geolocalizadas mais de 52.000 propriedades rurais, o que representa aproximadamente 83% de todas as propriedades rurais existentes na área de abrangência. Em caso de deslocamento a uma propriedade rural desconhecida pelos patrulheiros, estes se utilizam de coordenadas geográficas com o auxílio de aplicativos para se orientar e chegar ao local o mais breve possível, o que gera um resultado positivo nas ações da Brigada Militar local no interior dos municípios.