Batalhão Ambiental flagra crimes de desmatamento e contra fauna silvestre no Centro Serra

Na segunda-feira (18), os policiais cumpriram a ordem de serviço e fizeram levantamento ambiental, com base em ofícios do Ministério Público de Arroio do Tigre, onde foram vistoriadas duas propriedades.

jul 21, 2022

Fotos: Divulgação/PATRAM

O Batalhão Ambiental da Brigada Militar de Cachoeira do Sul promoveu a operação “Força Verde Desmatamento” no Centro Serra. Os policiais flagraram vários crimes, incluindo desmatamento e fauna silvestre em cativeiro. O aumento de áreas de lavoura sem a devida autorização ambiental, também é um dos crimes mais recorrentes nos municípios da região. Na segunda-feira (18), os policiais cumpriram a ordem de serviço e fizeram levantamento ambiental, com base em ofícios do Ministério Público de Arroio do Tigre, onde foram vistoriadas duas propriedades. Foram feitos dois boletins de ocorrência e três termos circunstanciados por desmatamento na abertura de lavouras.

No mesmo dia em Sobradinho e Arroio do Tigre, foram confeccionados três Termos Circunstanciados a pessoas flagradas aprisionando em suas residências 3 Caturritas, 2 Azulões e 1 Cardeal. Também foram apreendidas 6 gaiolas. Na terça-feira (19), o Batalhão Ambiental da Brigada Militar registou três ocorrências de desmatamento com base em ofícios enviados pelo Ministério Público de Arroio do Tigre. Foram vistoriadas cinco propriedades. Em contato com os proprietários ou responsáveis, após vistoria restaram confeccionados três comunicações de Ocorrência Policial por Crimes Contra a Flora – Supressão de Vegetação Nativa do Bioma Mata Atlântica, e três boletins de atendimento.

Nesta quarta-feira (20), os crimes contra a fauna e flora foram flagrados pela PATRAM em Tunas e Arroio do Tigre. Cinco propriedades foram vistoriadas. Os policiais fizeram três Comunicações de Ocorrência Policial por Crimes de desmatamento da mata nativa. Em Arroio do Tigre, a guarnição emitiu um termo circunstanciado ao flagrar uma pessoa que mantinha seis exemplares de pássaros Silvestres, sem autorização, sendo uma Caturrita, 4 Azulões, 1 Trinca Ferro, 7 Gaiolas e 2 Alçapão. Todos os animais apreendidos foram encaminhados para avaliação veterinária.

Os pássaros que estiverem aptos para soltura, serão devolvidos a natureza e os demais, são encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) em Porto Alegre. O telefone para denúncias à PATRAM, é o WhatsApp (51) 9-8978-9789.