Acidente com Van da Saúde de Segredo: quatro passageiros seguem internados

O caso que mais inspira cuidados é de uma mulher de Ibarama, que está no Hospital de Pronto Socorro de Canoas.

maio 30, 2022

Foto: Divulgação

Dos seis passageiros que estavam na Van da Secretaria da Saúde de Segredo, que sofreu acidente de trânsito, na última sexta-feira (27), quatro continuam internados. O caso que mais inspira cuidados é de uma mulher de Ibarama, que está no Hospital de Pronto Socorro de Canoas. Os outros três estão em observação no Hospital São João Evangelista de Sobradinho. Um dos pacientes foi liberado no mesmo dia e o motorista do veículo teve alta no sábado (28). As informações foram dadas na manhã desta segunda-feira (30) pela secretária da Saúde de Segredo, Ana Feron, em entrevista ao programa Enfoque da Rádio Sobradinho. Conforme ela, o motorista da Van relatou que quando viu a carreta invadir a pista contrária ainda tentou desviar, mas acabou sendo atingido e jogado para fora da pista.

Ana Feron informou ainda que o município de Segredo possui uma lei de 2009 que autoriza o transporte de pacientes de outros municípios. Isso, segundo ela, é muito comum e agiliza o encaminhamento dos pacientes já que os municípios possuem vários hospitais de referência para o tratamento da população. A secretária também confirmou que o veículo que levava os pacientes possui seguro, incluindo cobertura para os passageiros transportados. O caminhoneiro e a passageira foram atendidos no Hospital de Candelária e receberam alta no mesmo dia.

O acidente ocorreu na ERS-400 no quilômetro 10, em Candelária. Já a Brigada Militar prendeu oito pessoas, e apreendeu um adolescente, após serem flagrados furtando parte da carga de soja do caminhão acidentado. A ação ocorreu sexta-feira, por volta das 19 horas e 30 minutos. Segundo informações da Brigada, um vigilante trabalhava na guarda da carga, mas foi intimidado pelos autores do furto, que estariam armados. Veículos que estavam nas imediações carregando a soja furtada, foram apreendidos e guinchados. Outras pessoas que participavam do saque fugiram pelo meio de matos e lavouras, e não sendo identificados.