Pesquisar
Close this search box.

Unisc passa a contar com um Comitê de Direitos Humanos

Formado por profissionais da instituição, o comitê visa propor ações com o objetivo de reduzir e/ou evitar problemas como violência de gênero, racismo e homofobia, entre outros temas
DCIM100MEDIADJI_0033.JPG

Foto: Divulgação

A Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) passou a contar com um Comitê de Direitos Humanos. O objetivo é promover debates e estimular reflexões acerca do tema junto à comunidade acadêmica e à sociedade. Formado por profissionais da instituição, o comitê visa propor ações com o objetivo de reduzir e/ou evitar problemas como violência de gênero, racismo e homofobia, entre outros temas.

O lançamento ocorreu no auditório do bloco 18, onde funciona o curso de Direito. A coordenadora do comitê será a professora Caroline Müller Bittencourt. Em sua fala, ela abordou a violência contra a mulher, destacando o papel da comunidade acadêmica na luta pelos direitos humanos. Professora da graduação e do mestrado em Direito, Caroline lembrou que o Comitê de Direitos Humanos havia sido criado em 2017, mas acabou desativado em virtude das restrições da pandemia de Covid-19. Agora, a proposta é incentivar as pautas dos direitos humanos, que exigem maior reflexão por parte da sociedade.

Já o reitor da Unisc, Rafael Frederico Henn, também destacou a importância da iniciativa, citando a necessidade que a sociedade possui de “debater temas voltados à paz”. Henn reforçou ainda que a intenção da Unisc é elaborar um calendário de eventos ao longo do ano para manter a temática dos direitos humanos em debate.

Ao acessar e navegar neste website você está de acordo com a nossa Política de Privacidade