Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Polícia 06/12/2019 14:12
Por: Redação

Delegada esclarece situação de investigação e busca aos assaltantes dos bancos de Ibarama

Graciela Foresti Chagas revelou que uma casal foi detido, porém, apenas o homem acabou sendo preso em flagrante, enquanto que a mulher foi liberada porque, até o momento, é considerada apenas como testemunha.

  • Foto: WhatsApp
  • Delegada Graciela Foresti Chagas. Foto: Ivanio Melchior

A Delegada de Polícia esclareceu hoje a situação da investigação e das buscas aos criminosos que assaltaram o Sicredi e o Banrisul de Ibarama na última terça-feira (03). Graciela Foresti Chagas revelou que uma casal foi detido, porém, apenas o homem de 29 anos, acabou sendo preso em flagrante, enquanto que a mulher, de 33 anos, foi liberada porque, até o momento, é considerada apenas como testemunha. O homem, natural Ibarama, possui vários antecedentes, e inclusive já havia sido preso no passado, é considerado co-autor nos assaltos desta terça-feira.

Um segundo homem – que mora na Grande Porto Alegre, e que possui familiares na região, teve sua prisão preventiva solicitada, mas continua foragido. Ele é suspeito de ser o articulador dos assaltos. Este mesmo homem também já havia sido preso no passado, após ser flagrado com grande quantidade de Crack, droga que seria distribuída na região.

Falando ao programa ENFOQUE da Rádio Sobradinho AM, a delegada disse nesta sexta-feira (06) que as investigações estão a cargo da Delegacia Especializada em Roubos à Bancos – do DEIC. Conforme ela, os agentes desta Delegacia continuam na região, bem como, um grande contingente da Brigada Militar. Graciela Foresti Chagas salientou que três ou quatro assaltantes ainda podem estar foragidos aqui na região. Ela pediu a colaboração da população para que informe qualquer movimentação suspeita. Isso pode ser feito por telefone, sem a necessidade de se identificar.

A Delegada esclareceu que alguns veículos de comunicação não seguiram a orientação da Polícia Civil, que num primeiro momento, pediu que não fossem divulgadas certas informações, como prisões de suspeitos. Já sobre a suposta invasão de uma residência logo após o assalto, a Delegada voltou a dizer que a situação ainda não está clara, e não é prioridade, neste momento, para a Polícia Civil. Graciela Foreste Chagas espera para as próximas horas, importantes avanços nas investigações.