Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Assistência Social 19/04/2021 13:12
Por: Redação

Projeto rede de proteção à criança e ao adolescente será reativado em Sobradinho

Ficou definido que o projeto será reativado através de reuniões online durante a pandemia, e após voltarão as reuniões presenciais acontecendo uma vez por mês.

O prefeito de Sobradinho Armando Mayerhofer, juntamente com o Vice-prefeito e atual secretário da Educação Ivan Trevisan, esteve reunido com as coordenadoras da Secretaria de Educação, Marlete Zuchetto e Zaíra Pohlmann Moreira; a fonoaudióloga Leila Colombelli, e com a psicóloga Giansqui de Oliveira representando a Secretaria de Saúde.

Na pauta, o projeto Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente, que estava desativado devido a pandemia. Este trabalho colaborativo em rede, tem a intenção de diminuir distinções de papeis existentes entre os profissionais envolvidos, a fim de que cada um possa fazer o melhor uso possível de seus saberes e auxiliar na resolução de problemas.

A rede de proteção é formada pelas equipes diretivas das Escolas Municipais de Sobradinho, Secretarias Municipais de Educação, de Saúde e de Assistência Social, APAE, Conselho Tutelar e Promotoria Pública. O projeto faz o levantamento dos casos de crianças e adolescentes que enfrentam problemas de evasão escolar, indisciplina, violência, dificuldades de aprendizagem, os quais são encaminhados para atendimento através desta equipe multidisciplinar.

Ficou definido que o projeto será reativado através de reuniões online durante a pandemia, e após voltarão as reuniões presenciais acontecendo uma vez por mês. De acordo com o Vice-prefeito e secretário da Educação, Ivan Trevisan, o projeto visa melhorar a convivência dentro das escolas, de modo a tornar as instituições, formadoras de pessoas e não apenas transmissoras de conhecimento, resgatando valores morais, éticos e humanos.

O prefeito Armando Mayerhofer demostrou total apoio ao projeto, visto que o mesmo visa atuar em questões sociais de extrema complexidade, definindo estratégias para a prevenção e atendimento de crianças e adolescentes em situação de risco. Mayerhofer também frisou que a Administração auxiliará na contratação de profissionais para atender a demanda.