Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Rural 18/01/2018 14:02
Por: Redação

Brasil mantém liderança mundial na exportação de tabaco

Os números divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior colocam o país à frente de grandes produtores da cultura, como China, Índia e Estados Unidos.

Com a exportação de 462 mil toneladas e movimentando 2 bilhões e 90 milhões de dólares, o Brasil manteve em 2017 a liderança mundial em exportações de tabaco pelo 25º ano consecutivo. Os números divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior colocam o país à frente de grandes produtores da cultura, como China, Índia e Estados Unidos.

O presidente do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (Sinditabaco), Iro Schünke, explica que depois de um primeiro semestre com queda de 15% nas exportações em relação ao mesmo período do ano anterior, os embarques se intensificaram na segunda parte do ano, mantendo o tabaco em folha entre os importantes produtos da pauta de vendas ao mercado exterior.

O Brasil é responsável por cerca de 30% das exportações mundiais de tabaco. O produto representou 1% no total das exportações brasileiras de 2017 e 9,2% dos embarques do Rio Grande do Sul, que continua sendo o estado brasileiro que mais exporta tabaco (78% do total embarcado), com divisas que ultrapassaram Um bilhão 630 milhões de dólares no ano passado.

O tabaco em folha foi exportado no ano passado para 94 países, mas oito foram responsáveis por mais de 60% do montante embarcado: Bélgica (342 milhões de dólares), China (276 milhões), Estados Unidos (198 milhões), Itália (120 milhões), Indonésia (105 milhões), Alemanha (92 milhões), Rússia (80 milhões) e Coreia do Sul (61 milhões de dólares).

Em produção de tabaco, o Brasil continua na segunda posição do ranking mundial, atrás somente da China. Na safra 2016/2017 foram produzidas 686 mil toneladas, que renderam mais de 6 bilhões e 90 milhões de reais de receita aos produtores e 13 bilhões e 900 milhões de reais em impostos.

Os 150 mil produtores brasileiros cultivaram 299 mil hectares com tabaco em 566 municípios. No país, são 600 mil pessoas envolvidas na produção rural e 40 mil empregos diretos nas indústrias.