Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Geral 05/10/2020 14:30
Por: Redação

Prefeitura de Sobradinho pede reintegração de posse de área invadida

No local, há grande número de adultos, idosos e até mesmo crianças. A construção dos casebres segue em ritmo acelerado.

  • Fotos: Fabricio Ceolin
  • Fotos: Fabricio Ceolin
  • Fotos: Fabricio Ceolin
  • Fotos: Fabricio Ceolin
  • Fotos: Fabricio Ceolin
  • Fotos: Fabricio Ceolin
  • Fotos: Fabricio Ceolin
  • Fotos: Fabricio Ceolin
  • Fotos: Fabricio Ceolin

A Prefeitura de Sobradinho entrou na Justiça com pedido de reintegração de posse da área que foi invadida entre os Bairros Vera Cruz e Pinhal, ao lado do Polo Regional de Ensino à Distância e a da Escola Municipal Espirito Santo. Conforme o secretário de Administração, Felipe Secretti, em torno de 60 famílias estão no local que pertence ao município. A Assistência Social do município fez um levantamento das famílias acampadas; buscou o perfil de cada assentado, e onde morava antes da invasão.

Conforme Secretti, o levantamento revelou que a maioria das pessoas tem casa própria ou mora com familiares, e provavelmente, foram até o local na busca de um terreno. Questionado sobre a assistência dada pela Prefeitura, o secretário disse que o município é impedido de ajudar, uma vez que configura incentivo a invasão. Segundo informações preliminares, a maioria dos assentados permanece no acampamento durante o dia e a noite retorna para suas residências.

O levantamento feito pela Prefeitura, foi anexado ao processo judicial que pede a reintegração de posse. Agora é aguardada a decisão Judicial, que definirá o futuro do acampamento. No local, há instalações de barracas feitas de ripas e lonas, casebres de madeira e até mesmo de PVC. A grande maioria dos lotes estão localizadas aos fundos da Escola Espírito Santo. Todos os terrenos também foram demarcados pelos invasores com fitas.

Na área invadida, não há estrutura sanitária, energia elétrica e nem água encanada. No entanto, as famílias instalaram uma caixa de água que está sendo abastecida pelos Bombeiros Voluntários. Segundo informações obtidas pela reportagem das Rádios Sobradinho AM e Jacuí FM, que esteve no local, nesta segunda-feira (05), pela manhã, o número de assentados vem aumentando a cada dia que passa.

Apesar do levantamento da Assistência Social apontar em torno de 60 famílias, este número é superior, segundo os moradores. No local, há grande número de adultos, idosos e até mesmo crianças. A construção dos casebres segue em ritmo acelerado.