Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Geral 10/02/2018 11:48
Por: Redação

Radialista Simão Santos morre aos 61 anos

Simão passou mal, chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital Dr. Aderbal Schneider, mas não resistiu às complicações de um edema pulmonar.

O radialista cachoeirense Simão Santos faleceu na noite desta sexta-feira (09), aos 61 anos. Informações de familiares dão conta de que ele passou mal, chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital Dr. Aderbal Schneider, mas não resistiu às complicações de um edema pulmonar.

Em Cachoeira do Sul, Simão atuou no rádio entre 1988 e 2001, com passagens pelas Rádios Fandango e pela RDC/Vale do Jacuí. Sua trajetória profissional por Cachoeira inclui ainda um período como agente do Instituto de Previdência do Estado (IPE).

Na Fandango, apresentava o programa tradicionalista Vigília Nativa, e na RDC/Vale foi ele o idealizador do programa Feirão, no qual ouvintes podiam anunciar compra e venda de imóveis, veículos, produtos e serviços. Além de radialista, foi também representante comercial das rádios. Em Cachoeira, ainda foi candidato a vereador.

Em Sobradinho, trabalhou na Rádio Gazeta FM e também foi candidato a vereador. Atualmente trabalhava na Rádio Geração FM, de Salto do Jacuí. Na região Centro-Serra, amigos e colegas do rádio se despediram em velório realizado na capela mortuária em Salto do Jacuí.

O radialista apresentava um programa de radio jornalismo na Geração FM, atuava como repórter, representante comercial teve sua característica marcada pelo seu carisma nas apresentações dos programas chamados Feirões, onde era marcado pelo seu bordão “Vai botar fora”. 

O corpo de Simão Santos está sendo transladado para Cachoeira do Sul e será velado na capela em frente ao Cemitério Municipal onde será sepultado. Simão Santos deixa a esposa, um filho e dois netos.