Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Bombeiros 04/02/2020 14:19
Por: Redação

Bombeiros Voluntários se reúnem em Candelária com o senador Luis Carlos Heinze

O encontro teve como objetivo apresentar as preocupações dos bombeiros voluntários ao senador.

  • Foto: divulgação/Bombeiros Voluntários de Sobradinho
  • Foto: divulgação/Bombeiros Voluntários de Sobradinho
  • Foto: divulgação/Bombeiros Voluntários de Sobradinho

Integrantes dos Bombeiros Voluntários do Vale do Rio Pardo e Centro-Serra, juntamente com diretores da Voluntersul, estiveram ontem reunidos na com o Senador da República Luis Carlos Heinze (Progressistas). O encontro teve como objetivo apresentar as preocupações dos bombeiros voluntários ao senador. Foram discutidas as portarias estaduais, que restringem a atuação dos Corpos de Bombeiros Voluntários no Rio Grande do Sul, e foi pedido o apoio de Heinze para reverter as normativas em nível de Estado e barrar o projeto de lei que tramita no Senado, que também vai dificultar o trabalho das corporações voluntárias em nível nacional. 

Na avaliação do presidente da Voluntersul, Anderson Jociel da Rosa, as duas legislações são retrocessos.  Segundo ele, “em todo o Brasil, somente 18% dos municípios tem bombeiros militares”. Rosa ressalta que 53 municípios no Estado contam com trabalho voluntário, executado por cerca de mil e quinhentos bombeiros voluntários. São aproximadamente Um milhão de gaúchos mais seguros, devido à proteção deles. Ele argumenta que o Estado já não consegue suprir a demanda de atendimento dos municípios que não têm nenhum tipo de corporação, se barrar o funcionamento dos Bombeiros Voluntários, a situação tende a ficar ainda pior.

Rosa afirma que a Voluntersul é aberta a debater regras e normas, que proponham fiscalização ao trabalho. Na reunião, estiveram presentes bombeiros voluntários de Agudo, Arroio do Tigre, Candelária, Faxinal do Soturno e Sobradinho.  O senador Luis Carlos Heinze se mostrou perplexo com as restrições forçadas pelos Bombeiros Militares. Segundo ele, pelo fato de o Estado estar enfrentando dificuldades de quitar a folha de pagamento em dia, devia ser uma benção poder contar com trabalhadores voluntários. O parlamentar destacou que “não vê os Corpos de Bombeiros Voluntários como um problema, mas, sim, uma solução”.

O senador garantiu apoio à causa e, ainda, orientou os voluntários a se organizarem em seus municípios e nas cidades vizinhas em que prestam atendimento, para mobilizar os vereadores, para que eles acionem seus deputados e senadores, para que mais pessoas possam se envolver neste processo. Após à audiência, os bombeiros voluntários participaram de um encontro estratégico com os diretores da VOLUNTERSUL na sede dos Bombeiros Voluntários de Candelária.