Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Política 24/06/2019 21:31
Por: Redação

Câmara vai promover audiência pública para debater projeto que define horários para bares e lancherias

A audiência pública será na próxima terça-feira, dia 2 de julho, às 18 horas, no plenário do Legislativo Municipal.

  • Sessão foi nesta segunda-feira. Foto: Ivanio Melchior
  • Moção entregue. Foto: Ivanio Melchior

Os vereadores de Sobradinho estiveram reunidos nesta segunda-feira (24) na 16ª Sessão Ordinária do ano. Na ocasião foi entregue uma moção de reconhecimento de autoria do vereador Tuki Siman a Escolinha Comunitária de Futsal Boleiros Medianeira, do Bairro Medianeira. Foi aprovado um projeto autorizando o Executivo Municipal dar em Concessão de Direito de Uso Remunerado imóveis do Bairro Pinhal. Outro projeto idêntico a este ficou com vista da vereadora Maxcemira Trevisan.

Por 7 votos favoráveis e 1 contrário, foi aprovada a abertura de um crédito especial no Orçamento deste ano, no valor de 325 mil reais, repassados pelo Ministério da Cidadania para pavimentação e qualificação na Pista Olímpica do Parque da FEJÃO. O vereador Éder Librelotto votou contra por entender que o investimento é bastante alto, num local onde a depredação é constante.

EXPLICAÇÕES PESSOAIS

Na Tribuna, durante o período das Explicações Pessoais, o vereador Éder Librelotto parabenizou o setor de meio ambiente da prefeitura pelo trabalho feito para implantar o Parque Natural de Sobradinho, que estará habilitado a receber recursos federais. Segundo ele, agora em julho será criado o Conselho que irá administra-lo. Ressaltou que os recursos para as futuras indenizações já estão assegurados. Librelotto disse que futuramente o Executivo poderá disponibilizar o local para o grupo de escoteiros Aimoré.

Valdecir Bilhan falou sobre o projeto do Executivo que define horários para o funcionamento de bares, lancherias, lojas de conveniências e casas de bebidas. Segundo ele, todos os esforços que estão sendo feitos poderão ser em vão, devido à falta de efetivo da Brigada Militar. O vereador voltou a defender a construção de uma nova barragem de captação de água para abastecer a cidade. Valdecir entende que o Executivo deve cobrar da Corsan a construção desta barragem numa área de Linha Apolinário.

Luiz Freitas entende que a proposta que prevê horários para os bares e lancherias vem em boa hora, mas talvez seja uma medida paliativa. Segundo ele, a perturbação é questão de educação que deve começar nas famílias e posteriormente nas escolas. O vereador relatou que um cachorro se soltou do dono, recentemente, numa pracinha, e acabou atacando uma criança. Ele defende que os proprietários de cães, principalmente os de grande porte, que evitem circular com estes animais nos locais onde há presença de crianças. Luiz Freitas destacou também que o governo Federal para aumentar os recursos do Plano Safra, promoveu alterações no orçamento, e entende que o Executivo Municipal poderia fazer o mesmo para aumentar as dotações da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços.

Elemar Lazzari, adiantou ser favorável ao projeto que define horário para os bares e lancherias, porém, ressaltou que o problema do barulho no centro é questão de educação, que deveria começar nas famílias. Elemar destacou também o sucesso da festa de São João com passagem nas brasas de Linha Carijinho. Segundo ele, isso foi possível pelas parcerias, e pela presença do público, não só do Centro Serra, mas de vários outros municípios do Estado. Elemar destacou que depois da FEJÃO, a festa de São João da Carijinho, é o segundo maior evento do Sobradinho.  

Maxcemira Trevisan destacou que cabe ao Executivo e ao Legislativo encontrar uma solução para o problema do barulho no centro da cidade. Ela defendeu a criação de uma Guarda Municipal para auxiliar o trabalho da Brigada Militar que conta com baixo efetivo. Sobre sua condenação em primeira instância por crime contra a honra, Maxcemira disse que soube do caso pelas redes sociais, e que no momento que for intimada deverá se manifestar.

Jéferson Matana destacou que o projeto de revitalização do Bairro Medianeira está prestes a sair do papel. Segundo ele, serão investidos 250 mil reais oriundos de emenda parlamentar do deputado Heitor Schuch, e mais a contrapartida da prefeitura. O parlamentar disse que as obras devem iniciar em breve, e serão no futuro um cartão postal de Sobradinho. Matana defendeu também o corte de arbustos existentes no trevo da FEJÃO a fim de aumentar a visibilidade para os motoristas. Sobre a Guarda Municipal, ele lembrou que a sua criação consta da Lei Orgânica de Sobradinho, e que todos os candidatos a prefeitos usam como palanque eleitoral, mas até hoje nunca saiu do papel.

Solange Guerreiro parabenizou a comunidade de Linha Carijinho pela festa de São João com passagem nas brasas. Ela disse que apoia os moradores do centro, ressaltando ser preciso encontrar uma solução para o problema. A vereadora defendeu também uma vistoria nas calçadas da cidade para facilitar o acesso de cadeirantes e de pessoas idosas. Sobre melhorias no parque da FEJÃO, Solange defendeu os investimentos na pista olímpica, pois trata-se de um local de lazer da população.

Já o presidente do Legislativo, Tuki Siman, disse que juntamente com o prefeito Maninho Trevisan, esteve no DAER pedindo providências para os trevos de Sobradinho. Convidou os demais colegas para participar nesta quinta-feira, dia 27, em Porto Alegre, da audiência pública sobre o destino da EMATER. Sobre a guarda municipal, devido à falta de recursos, Tuki entende que isso é inviável, no momento. Defende a adoção de Parcerias Públicas Privadas – PPPs – para diminuir gastos do Executivo. Sobre o barulho no centro, o parlamentar também entende que é questão de educação e comportamento dos jovens, além da falta de investimento do governo do Estado na área da segurança pública.

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Tuki Siman confirmou também que o projeto do Executivo que define horários para bares, lancherias, lojas de conveniências e de bebidas, será tema de uma audiência pública, na próxima terça-feira, dia 2 de julho, às 18 horas. Para isso, convidou os moradores do centro, proprietários de bares e lancherias, representantes do Executivo, da Brigada Militar, Polícia Civil, Ministério Público, Conselho Tutelar e demais interessados. Segundo ele, a ideia é buscar uma solução que atenda os todos envolvidos na questão.

Na sessão desta segunda-feira, o Jovem Igor Pizzutti, usou a tribuna destacando que a poluição sonora é um dos maiores problemas do mundo, e em Sobradinho, o problema vai além dos bares e restaurantes, passando por aglomerações em frente a residências e carros de som. Para ele, a proposta do Executivo talvez não resolva o problema do barulho no centro, mas irá amenizá-lo.

PRÓXIMA SESSÃO

A próxima sessão ordinária do Legislativo de Sobradinho será segunda-feira, dia 1º de julho, às 18 horas.