Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Política 17/11/2020 15:55
Por: Redação

Derrota deixa PP de Sobradinho em crise

Lipke disse que um dos principais motivos da derrota de Jorge Pohlmann foi um boato maldoso que teria sido espalhado pela cidade de que Jorge levaria para a administração certas pessoas que são clientes de seu escritório.

A derrota nas eleições deste domingo deixou o PP do município em crise. O candidato dos Progressistas, Jorge Pohlmann, perdeu para Armando Mayerhofer, do MDB, por uma diferença de 2.068 votos, a maior na história recente do município. O presidente da sigla, Maurício Lipke, avaliou o resultado nesta terça-feira (17). Em entrevista ao programa ENFOQUE da Rádio Sobradinho AM, ele revelou que companheiros de partido ameaçam pedir desfiliação. Entre eles, o vereador reeleito Luiz Freitas. Na sessão da Câmara desta segunda-feira (16), Freitas se disse indignado com a forma como candidatos a vereador de seu partido se comportaram na campanha, buscando reverter votos que ele tinha certeza que seriam seus.

Lipke disse que um dos principais motivos da derrota de Jorge Pohlmann foi um boato maldoso que teria sido espalhado pela cidade de que Jorge levaria para a administração certas pessoas que são clientes de seu escritório de advocacia.  Isso teria levado ele a perder até nos bairros mais pobres com os quais ele sempre teve forte ligação. O presidente do PP também avaliou que a escolha do candidato a vice-prefeito, Gibran Trevisan, possa ter tido alguma influência. Embora tenha sido um batalhador, o eleitor pode ter avaliado que ele não tinha a experiência necessária, disse o dirigente. Maurício Lipke também lamentou o fato de que membros do diretório não teriam se envolvido na campanha e até festejado a vitória do adversário.

E afirmou que certos candidatos a vereador do PP não teriam pedido votos para Jorge Pohlmann. Lamentou ainda que não teve nem sequer a oportunidade de usar o espaço da propaganda eleitoral no rádio. Em certo momento chegou a e emocionar, e disse que por vezes foi voto vencido dentro do Partido. Para o presidente dos Progressistas, o partido precisa fazer uma profunda avaliação e não descartou a possibilidade de entregar o cargo. Jorge Pohlmann ainda não se manifestou sobre o resultado das eleições. No pleito de domingo, Armando Mayerhofer fez 5.137 votos. Jorge Pohlmann somou 3.069. Rogerinho Carniel, do PT, obteve 716 votos.