Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Cultura 05/08/2017 11:36
Por: Redação

Conselho de Cultura debate lei que trata da conservação dos casarões históricos de Campestre

A reunião atendeu uma solicitação do Conselho Municipal de Cultura depois que o órgão foi consultado pelo Executivo sobre o pedido feito por alguns proprietários para revogar o tombamento de seus imóveis.

  • Rota dos Casarões
  • Um dos casarões da Rota

A lei que trata da conservação dos casarões históricos de Campestre/Sobradinho foi debatida em reunião do Conselho Municipal de Política Cultural. Na ocasião a Procuradora Jurídica do Município Greta D’Olanda, e a Promotora de Justiça Amanda Giovanaz, prestaram esclarecimentos sobre as normas que devem ser seguidas para fazer a conservação e restauração dos imóveis tombados pelo Município e que integram o roteiro turístico de Campestre.

A reunião atendeu uma solicitação do Conselho Municipal de Cultura depois que o órgão foi consultado pelo Executivo sobre o pedido feito por alguns proprietários para revogar o tombamento de seus imóveis. Eles alegavam estar com receio de fazer intervenções nos Casarões pelo fato dos imóveis estarem protegidos por lei. A Procuradora e a Promotora explicaram que os donos podem efetuar obras de conservação, inclusive com a substituição do material danificado, desde que isso não altere as características originais dos Casarões.

Amanda Giovanaz se colocou a disposição para tentar junto ao IBAMA a doação de madeiras de lei apreendidas pela fiscalização para serem utilizadas nas reformas. Também participaram do encontro o vice-prefeito Armando Mayerhofer; os secretários da Administração, Felipe Secreti, e da Indústria, Comércio e Serviços, Idelfonso Barbosa, a presidente da Associação de Turismo Rural de Campestre, Neuza Vendrusculo, além de proprietários dos Casarões.

Falando ao programa Quadro Geral da Rádio Sobradinho AM, o presidente do Conselho Municipal de Política Cultural, Vitor Luchese, disse que a prefeitura deve disponibilizar um engenheiro para fazer o levantamento daquilo que será necessário para fazer a conservação. Já a diretora de Cultura, Ingrid Hermes, destacou que na próxima quinta-feira, dia 10, uma equipe irá até o Museu da Tia Helena, que integra a Rota dos Casarões, para fazer um mutirão a fim de restaurar, reformar e organizar as peças.

Ela lembrou que as visitas à Rota dos Casarões deverão ser retomadas no próximo mês. Futuramente a ASTURCAMP deverá contar com um ônibus cedido pela Receita Federal, para o transporte dos turistas.