Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Saúde 11/10/2017 14:21
Por: Redação

Municípios deverão dividir diferença com tratamentos de oncologia

O encontro contou com a presença dos representantes dos municípios que integram a 8ª Coordenadoria Regional de Saúde e teve como principal pauta a manutenção do serviço de oncologia no Hospital de Caridade e Beneficência.

O prefeito de Sobradinho Maninho Trevisan e o secretário municipal de Saúde, Nilo Wietzke participaram de reunião na Prefeitura de Cachoeira. O encontro contou com a presença dos representantes dos municípios que integram a 8ª Coordenadoria Regional de Saúde e teve como principal pauta a manutenção do serviço de oncologia no Hospital de Caridade e Beneficência.

Segundo o secretário Nilo Wietzke, as prefeituras vão esperar até esta sexta-feira (13) pela resposta do Ministro Ricardo Barros, que se comprometeu em analisar o levantamento feito pelo Ministério da Saúde e HCB visando estabelecer o valor que deverá ser acrescentado ao recurso federal para suprir a demanda na área da Oncologia. Caso não tenham êxito quanto ao complemento de recursos, será formada uma comitiva regional que irá novamente a Brasília na busca por uma solução para o atendimento no Centro de Oncologia do HCB, que está com o seu funcionamento seriamente ameaçado.

Maninho Trevisan destaca que na reunião foi levantada a possibilidade das prefeituras dividirem o valor restante para suprir a demanda. Conforme Trevisan, atualmente o valor mensal destinado pelo Governo Federal  é de 133 mil reais, insuficientes para manter o serviço, sendo necessário o complemento de recursos no montante de 228 mil reais, que até o momento estão sendo bancados  pela Prefeitura de Cachoeira.

Agora, as prefeituras vão estudar um meio legal para destinar recursos para o setor, uma vez que tratamentos de alta complexidade são de competência da União. Atualmente, 37 pacientes de Sobradinho estão em tratamento oncológico, e 20 fazem acompanhamento periódico de seu diagnóstico no Hospital de Cachoeira.

O serviço de oncologia (agosto/2017)

Cidade

Total de gastos

Cota

Déficit

Arroio do Tigre

R$ 8.417,27

R$ 8.436,21

R$ 18,94

Caçapava

R$ 83.097,22

R$ 22.471,23

-R$ 60.625,99

Cachoeira

R$ 179.599,21

R$ 55.949,97

-R$ 123.649,24

Cerro Branco

R$ 21.224,88

R$ 2.970,81

-R$ 18.254,07

Encruzilhada

R$ 34.686,47

R$ 16.364,17

-R$ 18.322,30

Estrela Velha

R$ 4.298,18

R$ 2.419,87

-R$ 1.878,31

Ibarama

R$ 11.722,20

R$ 2.915,45

-R$ 8.806,75

Lagoa Bonita

R$ 3.813,56

R$ 1.775,55

-R$ 2.038,01

Novo Cabrais

R$ 12.294,78

R$ 2.571,28

-R$ 9.723,50

Passa Sete

R$ 6.622,89

R$ 3.437,71

-R$ 3.185,18

Segredo

R$ 19.223,90

R$ 9.526,76

-R$ 9.697,14

Sobradinho

R$ 19.223.90

R$ 9.526,76

-R$ 9.697,14

Total

R$ 408.678,20

R$ 133.613,39

-R$ 275.064,81