Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Geral 08/02/2019 13:46
Por: redacao

Limpeza do Leão Alado está embargada por até 90 dias

O Promotor solicitou que a prefeitura se abstenha de fazer qualquer ação relacionada a limpeza do monumento.

O Promotor de Justiça substituto da Comarca de Sobradinho, Cláudio Estivallet Junior, emitiu no final da tarde desta quinta-feira (07), uma liminar embargando a limpeza do Leão Alado de São Marcos, instalado no centro da cidade. Considerando manifestação de órgão técnico do Ministério Público, que solicita prazo de 60 a 90 dias para análise do plano de execução recebido do Executivo, o Promotor solicitou que a prefeitura se abstenha de fazer qualquer ação relacionada a limpeza do monumento.

Estivallet Junior disse ainda após receber a resposta do órgão técnico, a prefeitura de Sobradinho será notificada da decisão. Segundo ele, cabe agora ao Centro de Apoio Operacional da Ordem Urbanística e Questões Fundiárias do Ministério Público, através do arquiteto André Huyer, a continuidade da análise e emissão de parecer técnico, no sentido de estar ou não correto o procedimento adotado pelo município, para a limpeza do monumento.

Esculpido em mármore italiano, mais macio do que o encontrado no Brasil, o Leão Alado de São Marcos – símbolo do Gemellaggio entre Sobradinho e a Cidade Italiana de Cornedo Vicentino, acabou sendo afetado pelos efeitos das intempéries, ficando com uma cor mais escurecida. A prefeitura pretendia fazer a limpeza da escultura esta semana. Uma estrutura de andaimes chegou a ser montada, porém o Ministério Público foi acionado por Mário Augusto Lazzari, – um dos responsáveis pela doação do Leão – alegando que trata-se de um bem cultural tombado por lei municipal, e que o trabalho poderia danifica-lo, caso não fosse feito de maneira correta e por profissional restaurador.

Além disso, apresentou pedaços de mármore, que caíram do monumento por ocasião da montagem dos andaimes. A partir disso, a Promotora de Justiça Amanda Giovanaz, solicitou ao engenheiro civil da Prefeitura, Edgar Schultz, que suspendesse o serviço, até que haja autorização do órgão municipal responsável pelo qual o bem foi tombado.

Falando à Rádio Sobradinho AM, Schultz informou que a Prefeitura elaborou um plano para a limpeza do monumento, prevendo o uso de escova, sabão neutro e água corrente. Este plano foi encaminhado para a Promotoria, que por sua vez, o enviou para análise do órgão técnico do Ministério Público, que deve levar de 60 a 90 dias para a emissão do parecer.