Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Política 31/12/2020 09:03
Por: Redação

Deputado Adolfo Brito faz análise do ano 2020

Segundo o parlamentar as emendas de 2020 já foram todas pagas pelo governo estadual.

O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Pesca e Cooperativismo da Assembleia Legislativa, deputado Adolfo Brito, fez uma análise dos trabalhos realizados em 2020 onde, apesar da pandemia que atingiu o mundo inteiro, além da estiagem, tanto o seu gabinete parlamentar quanto a Comissão conseguiram se adaptar as necessidades de proteção e realizar inúmeras ações pela comunidade gaúcha.

Voto contra o aumento de impostos!

Brito votou totalmente contrário ao aumento de impostos, considerando as dificuldades que a comunidade enfrenta atualmente, além da Pandemia, também no aspecto social e econômico. “Consideramos um equívoco do Governo e que nos coloca em desigualdade aos demais Estados, inclusive Santa Catarina”, afirmou o parlamentar.

Comissão de Agricultura

Muitas pautas foram trabalhadas pela Comissão de Agricultura, Pecuária, Pesca e Cooperativismo (CAPPC) durante 2020. A que demandou uma atenção maior, e ainda tem sido assunto recorrente, é a situação da estiagem no Rio Grande do Sul e suas consequências.

Com uma forte articulação do presidente da CAPPC, deputado Adolfo Brito, e deputados titulares, além do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ernani Polo, foram destinados 10 milhões de reais para a construção de mais de mil açudes nas comunidades rurais, além de encaminhar demandas na área de redes d’agua e poços artesianos aos municípios do interior.

Projeto de Irrigação

Um dos principais pontos debatidos e encaminhados ao governo Estadual diz respeito a um projeto de Estado para preservação de água e irrigação, com apoio de todos deputados da Comissão. Sugere-se inclusive, alocação de recursos e articulações para viabilizar investimentos por parte de produtores rurais de todo o Estado.

Outras ações da Comissão

Também se destacam a atuação da Comissão de Agricultura em relação ao debate sobre impactos do javali no estado, a instalação da Frente em Defesa dos Produtores da Cadeia Produtiva do Tabaco e o trabalho pelo Crédito e Seguro Rural para o Agronegócio, bem como várias reuniões para encaminhamento das dificuldades e busca de soluções aos atingidos pela estiagem no Estado, com apoio de entidades e lideranças do setor agropecuário.

Acessos rodoviários

Acesso Lagoa Bonita a Passa Sete

Após um amplo plano de articulações do deputado Adolfo Brito com o governo do Estado, o diretor Geral do DAER, engenheiro Luciano Faustino da Silva, e o Secretário dos Transportes, Juvir Costella, foram retomadas as obras para a construção do acesso rodoviário entre os municípios. Os recursos disponibilizados vieram do retorno da CIDE. Em setembro deste ano, conseguimos alocação de mais 2 milhões de reais do Tesouro para sequência das obras, e em 2021 já estão sendo articulados novos recursos.

Faxinal do Soturno a Ivorá

O asfaltamento do trecho da ERS-348, ligando Faxinal do Soturno a Ivorá, também foi pauta de muitas audiências do deputado Adolfo Brito. As obras, em um trecho de aproximadamente 3km, estão sendo reiniciados com aporte de 3 milhões e meio, definidos com o Governador e Casa Civil em setembro.

VRS-823 - Vale Vêneto

O deputado Adolfo Brito esteve reunido, no dia 15/12, com o prefeito Matione Sonego, o vice Paulo Pozzebon e o vice-prefeito eleito Milvo Vizzoto, lideranças de São João do Polêsine com o Chefe da Casa Civil, Otomar Vivian e o deputado Sérgio Turra - autor da Lei que possibilita as empresas colocar até 5% do ICMS devido em obras asfálticas. Há interesse de um grupo de investidores dispostos a investir nesse formato de parceria, havendo necessidade de mudanças na legislação para viabilizar alocação de recursos para asfaltamento da VRS-823, ligando a RS-149 no município de Restinga Sêca, até o Distrito de Vale Vêneto - São João do Polêsine. O assunto já está com a Casa Civil para as mudanças necessárias na Legislação, afim de viabilizar a obra.

As ações por esta rodovia vem sendo articuladas há cerca de 3 anos.

Corsan

Redes d’água: Assuntos de Arroio do Tigre e Agudo

A questão dos reservatórios e redes d´água também permeou o trabalho do parlamentar durante esse ano. O prefeito de Arroio do Tigre, Marciano Ravanello esteve em 30 de novembro em reunião com a diretoria da estatal na busca de soluções para os problemas do município. Já estão em andamento trabalhos para aumentar a capacidade d’água na cidade, além de estudos de possibilidade para construção de uma barragem de captação no Rio Jacuí, para solucionar em definitivo o problema d’água em Arroio do Tigre.

Agudo: Acompanhamos comitiva dia 23 de dezembro, na Corsan em Porto Alegre, quando acertamos reunião para janeiro afim de discutir extensão de redes para o município, nas localidades de Cerro Chato e Várzea do Agudo. Já está definido com o prefeito Luiz Henrique Kittel, para dia 22, às 10h da manhã, com a presença do Superintendente da Corsan de Santa Maria, José Epstein.

Outras prioridades poderão der definidas também com o poder executivo.

Saúde

Durante este ano, o gabinete fez vários encaminhamentos de recursos para Saúde a municípios do Estado.

De outra parte, deputado Brito destinou 1 milhão de reais em emendas a municípios da região. Os municípios beneficiados, todos com 100 mil reais, foram:

Sobradinho, Cerro Branco, Candelária e Dona Francisca, para compra de material de consumo e medicamentos. De outra parte, para hospitais, os recursos são para o Hospital São João Evangelista, de Segredo; Associação Assistencial Beneficente, de Paraíso do Sul; Casa de Saúde de São José, de Pinhal Grande e Fundação de Saúde Dr. Jacob Blész, de Vera Cruz. A prefeitura de Arroio do Tigre vai usar o recurso de 100 mil reais para aquisição de um veículo para a área de saúde.

O único recurso destinado para outra área foi para a construção de poços artesianos e redes de água, em Vale do Sol.

“As emendas de 2020 já foram todas pagas pelo governo estadual. As emendas que estão sendo encaminhadas ao orçamento do próximo ano, devem ser liberadas a partir de maio ou junho de 2021, conforme cronograma da Secretaria Estadual da Fazenda”, destacou o parlamentar.